Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC
Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC

Recuperado, Marinho prevê retorno de 'ataque embaçado' no Santos

Atacante sofreu uma fratura no pé esquerdo no fim de janeiro e aproveitou a pandemia para se recuperar totalmente

Redação, Estadão Conteúdo

08 de julho de 2020 | 10h55

Se a ansiedade para voltar aos gramados já é grande entre os jogadores dos clubes brasileiros, a carga de expectativa é ainda maior para Marinho. O jogador do Santos não joga uma partida desde o fim de janeiro em razão de uma fratura no pé esquerdo. Para aumentar a ansiedade, ele estava prestes a fazer seu retorno aos gramados quando as competições foram interrompidas pela pandemia do novo coronavírus.

"Tive uma infelicidade muito grande de quebrar o pé logo no primeiro jogo do ano. E, justamente quando estava próximo de voltar, aconteceu a parada. Mas já saí do clube em março praticamente recuperado, então treinei bastante em casa para aprimorar a parte física e não sentir tanta diferença neste retorno aos treinos", diz o atacante, que esteve em campo neste ano por apenas 74 minutos, no jogo contra o Red Bull Bragantino, pelo Paulistão.

Não por acaso Marinho só teve motivos para comemorar quando os treinos foram retomados no dia 1º. "Passou só uma semana, mas já estou tipo uma criança quando vê a bola rolando e já quer saindo correndo com ela. Mas sabemos que precisamos ir aos pouquinhos, pois ficamos muito tempo parados. Temos esse tempo para recuperar toda a condição e voltar como éramos antes", comenta o jogador.

O retorno aos jogos ainda não está definido, mas Marinho se diz ansioso para reeditar o trio formado com Soteldo e Sasha. No ano passado, em grande fase dos três, eles marcaram 34 gols juntos.

"No ano passado nós três fizemos grandes apresentações e conseguimos ajudar bastante a equipe. Ainda não conseguimos jogar juntos em 2020, já que o Soteldo estava com a seleção da Venezuela no início do ano e quando voltou eu já tinha machucado. Tenho certeza que, estando todos 100%, vamos voltar muito fortes quando os jogos começarem. Tá ligado que esse ataque é embaçado, né?", diz Marinho, com seu conhecido jeito brincalhão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.