REUTERS/Marcos Brindicci
REUTERS/Marcos Brindicci

Recuperado, Messi treina e é confirmado em amistoso da Argentina com a Espanha

Craque desfalcou sua seleção na vitória por 2 a 0 sobre a Itália em razão de dores musculares

Estadão Conteúdo

26 de março de 2018 | 16h54

Após virar dúvida na seleção da Argentina, Lionel Messi treinou normalmente nesta segunda-feira e foi confirmado pelo técnico Jorge Sampaoli no amistoso com a Espanha, na terça, em Madri. O atacante havia desfalcado sua seleção na vitória por 2 a 0 sobre a Itália em razão de dores musculares.

+ Alemanha avança no plano de se tornar a maior potência mundial no futebol

"Ele treinou ontem e hoje [segunda] e estava bem. Eu não acho que ele terá qualquer problema para jogar", disse Sampaoli. "Se houver qualquer risco, Leo nos diria. No dia anterior ao jogo com a Itália, ele nos disse que não estava bem para jogar e não jogou", afirmou.

O treinador, inclusive, fez elogios ao desempenho do atacante nas atividades desta segunda e de domingo - no sábado, ele fez apenas trabalho leve na academia do hotel onde a delegação está hospedada, em Madri. "É impossível ensinar qualquer coisa para o Messi. Você tem que aprender a acompanhar um jogador como ele, criar um ambiente favorável em seu entorno."

Como aconteceu no domingo, Messi treinou normalmente com os demais companheiros no CT do Real Madrid. Não será a única situação incomum vivida pelo astro do Barcelona nestes últimos dias. No amistoso, ele terá do outro lado do campo, como adversários, velhos amigos e companheiros de Barça, como Andres Iniesta, Gerard Piqué e Jordi Alba.

O astro argentino recebeu até comentários positivos da seleção rival ao se recuperar das dores musculares. "Eu nunca vou querer ver um colega sem condições de jogo por causa de lesões. Além disso, é importante que Messi jogue pelo espetáculo que ele oferece e porque sempre queremos testar a nós mesmos contra os melhores", afirmou o meia Thiago Alcântara, ex-companheiro de Messi no Barcelona - defende atualmente o Bayern de Munique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.