Recuperado, Pelé deixa hospital

Pelé levou um grande susto nesta segunda-feira. Ele teve uma crise alérgica quando fazia um exame cardíaco e teve de ser atendido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Coração. A reação foi desencadeada depois que ele tomou contraste iodado, usado em alguns exames de diagnóstico para facilitar a visualização dos órgãos. ?Comecei a sentir falta de ar e dificuldade para falar?, disse ele nesta terça-feira pela manhã. Ele teve alta às 17h20. Depois de se recuperar e deixar a UTI, Pelé ainda tinha o rosto um pouco inchado ? conseqüência da alergia ?, mas estava de bom humor e fazia planos para viajar nesta quinta-feira para assistir aos jogos do Brasil na Copa. ?Foi uma grande surpresa?, disse ele quanto ao problema. ?Não sabia que era alérgico.? Sua mulher, Assíria, insistiu para que fosse ao médico e o convenceu a visitar o consultório do cardiologista Sérgio do Carmo Jorge segunda-feira à tarde. Depois de um eletrocardiograma, o médico decidiu fazer um exame mais detalhado e convenceu Pelé a ir ao Hospital do Coração para o exame que dura em média 30 minutos. ?Esses exames são feitos para detectar pacientes que apresentem fatores de risco?, disse Jorge. De acordo com ele, apesar de ter sido atleta, não se pode esquecer que Pelé tem hoje 61 anos. Antes de tomar o contraste, Pelé fez um teste alérgico. Como nada foi constatado, ele foi liberado para fazer o teste. ?Reações alérgicas provocadas pelo contraste iodado são difíceis de serem encontradas, mas acontecem?, afirma o professor de radiologia da Universidade de São Paulo, Giovanni Cherri. Pelé assistiu nesta terça-feira pela manhã aos jogos da Copa do Mundo. Durante todo o tempo, segundo o médico, ele permaneceu consciente e se comunicava. Durante a entrevista coletiva que concedeu ainda no hospital, Pelé tratou a situação com bom humor. Disse ter ido ao médico por causa de uma tosse que até então não havia sido mencionada pelo cardiologista. ?Eu vim para ver a tosse e até agora não falamos sobre minha garganta.? Ele prometeu ao médico e à mulher que vai perder quatro quilos. ?Isso é porque ele quer que eu volte para a seleção?, disse, referindo-se ao pedido do médico para manter a forma. ?Ainda bem que sou um homem de três corações?, brincou, em alusão à cidade mineira onde nasceu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.