Recuperados, Acosta, Marcel e Nilton retornam ao Corinthians

Jogadores retornam de contusões e reforçam o clube no duelo contra o Fortaleza pela Copa do Brasil

Redação,

17 de março de 2008 | 13h14

O Corinthians tenta esquecer o tropeço diante do Juventus no Paulistão e se concentra na disputa da Copa do Brasil. O time joga nesta quarta-feira, contra o Fortaleza, no Ceará. E o técnico Mano Menezes poderá contar com o retorno de três jogadores que estavam no departamento médico: Acosta, Marcel e Nilton. Veja também: Confira as chances de classificação dos clubes no Paulistão O uruguaio Acosta é o principal dos reforços de Mano. O jogador está totalmente recuperado de uma contusão na coxa. Por sua vez, o volante Nilton retorna pela primeira vez desde setembro de 2007, quando sofreu uma cirurgia no joelho. Já Marcel volta de contusão muscular. O volante Perdigão, que não atuou contra o Juventus por estar suspenso no Paulistão, também retorna. O lateral André Santos, que torceu o tornozelo contra o clube da Mooca, se recuperou e é outro que está pronto para o desafio na Copa do Brasil. Apesar dos reforços, Mano também terá problemas. Seis jogadores não viajam para enfrentar o Fortaleza: Chicão e Héverton, Bóvio, Diogo Rincón, Alessandro e Finazzi. O embarque para o Ceará acontece na noite desta terça. "Futebol é assim mesmo, você tem de ter capacidade para solucionar esses problemas. Às vezes passamos uma fase mais difícil porque o número de problemas, por coincidência, é muito grande. Mas não adianta olhar para isso, tem que olhar as soluções", explica Mano. Se vencer por dois gols de diferença, o Corinthians elimina o jogo de volta. Mano, no entanto, acredita que o clube terá dificuldades. "Sabemos que o Fortaleza é outro tipo de situação, diferente da primeira rodada [quando o rival foi o Barras/PI]. Vamos respeitar, mas não iremos com aquela idéia quase obrigatória de eliminar o segundo confronto." PAULISTÃOMano também falou sobre o Paulistão, após o complemento da 15.ª rodada. Para o treinador, o campeonato serve para confirmar a reformulação do grupo e não deve ser totalmente deixado de lado por causa da Copa do Brasil. "Estamos entre os quatro faltando poucas rodadas para terminar, isso tudo é mérito, então não seria inteligente desmerecer o que estamos construindo."

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.