Vitor Silva / SS Press / Botafogo
Vitor Silva / SS Press / Botafogo

Recuperados, Marcelo e Ezequiel voltam a treinar no Botafogo

Alberto Valentim tem agora cinco jogadores afastados por conta de problemas físicos

Estadão Conteúdo

22 de maio de 2018 | 20h38

Absolvido no STJD nesta terça-feira, o técnico Alberto Valentim recebeu outras duas boas notícias nesta tarde, durante o treino do Botafogo. O volante Marcelo e o atacante Ezequiel se recuperaram de problemas físicos e reforçaram a atividade do time alvinegro nesta terça.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Marcelo era quem estava há mais tempo afastado dos gramados. Ele não jogava desde 12 de abril, quando esteve em campo diante do Audax Italiano, do Chile, no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana. Desde então, ele vinha se recuperando de uma lesão no joelho esquerdo.

Assim como Marcelo, Ezequiel já teve chances como titular do time comandado por Valentim. Ele vinha sendo baixa por conta de dores na coxa. O problema físico o afastou tanto da equipe principal quanto do time sub-20.

Com os retornos de Marcelo e Ezequiel, Valentim tem agora cinco jogadores afastados por conta de problemas físicos. Yuri, João Paulo e Leandro Carvalho são os casos mais graves por envolver cirurgias. Já Gatito Fernández e Marcos Vinícius têm quadros menos complicados. O primeiro se recupera de lesão no punho direito, enquanto o meia se reabilita de um incômodo muscular na coxa esquerda.

JULGAMENTO

Mais cedo, Valentim foi absolvido junto com o técnico do Cruzeiro, Mano Menezes, e com o preparador de goleiros da equipe mineira, Robertinho. Eles haviam se envolvido em confusão na vitória do Cruzeiro sobre o Botafogo por 1 a 0, no dia 6 de maio, no Mineirão, pela sexta rodada do Brasileirão.

O lateral-direito Marcinho comemorou o resultado do julgamento do STJD. "Ficamos bastante aliviados. Perder um comandante por essa quantidade de jogos não seria nada bom para nós. Bom que foi absolvido", disse o jogador, que exaltou o trabalho do treinador, ao completar 100 dias no comando do time carioca. "Acho que o balanço é positivo, com um título carioca e uma posição intermediária no Brasileiro. Só temos a crescer."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.