Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Recuperar Luiz Fernando é uma das prioridades de Zé Ricardo no Botafogo

Atacante foi um dos destaques do time carioca no ano passado, mas não está bem nesta temporada

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2019 | 22h54

Eliminado precocemente do Campeonato Carioca, o técnico Zé Ricardo tem vários problemas para acertar o time do Botafogo para o restante da temporada. Um dele é recuperar Luiz Fernando.

O atacante foi um dos jogadores mais regulares do time em 2018. Fez gol importante no Campeonato Carioca, que levou a equipe para a final da competição, e se destacou principalmente na reta final do Campeonato Brasileiro. Mas o desempenho não se repete em 2019.

Em 15 jogos, Luiz Fernando atuou 11 como titular, fez apenas um gol e não deu nenhuma assistência. Em 2018, foram sete gols e duas assistências, após 54 partidas, das quais 42 como titular.

"É uma fase que o atleta passa. É uma pena porque é um menino de muito talento, tem muita coisa a crescer, é muito jovem ainda. Certamente está tão chateado como todos nós. Quando um jogador faz um ano, principalmente o segundo semestre que ele fez, se torna decisivo para a gente em grande parte do campeonato, fazendo muito gols."

O empate diante do Americano pela sexta e última rodada da fase classificatória da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, evidenciou a má fase. Luiz entrou no segundo tempo e perdeu duas grandes chances, o que lhe valeu muitas críticas da torcida.

"Essa fase vai passar, o mais importante é não deixar de treinar e se empenhar no dia a dia. Em breve o Luiz vai voltar a fase do ano passado", afirmou o treinador botafoguense.

O Botafogo só volta a jogar dia 4 de abril pela terceira fase da Copa do Brasil, diante do Juventude, no Engenhão. O jogo de volta, em Caxias do Sul, está previsto para o dia 11.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.