Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Recurso da CBF funciona e Icasa 'volta' à Série B do Campeonato Brasileiro

Com a decisão, Campeonato Brasileiro volta a ter 20 clubes e time cearense ficará na Série B

O Estado de S. Paulo

17 de abril de 2014 | 11h04

SÃO PAULO - O sonho de o Icasa disputar o Brasileirão deste ano foi por água abaixo na madrugada desta quinta-feira. A CBF fez valer o seu desejo e conseguiu anular a liminar que garantia ao clube cearense sua participação na elite do futebol nacional, em decisão comunicada na terça-feira, pela 4ª Vara Cível da Barra da Tijuca, por causa da escalação irregular do volante Luan, do Figueirense.

Ainda no fim da tarde de quarta-feira, a CBF havia entrado com recurso para levar a competência do caso para a 2ª Vara do Rio de Janeiro, onde possui vitórias nos tribunais contra outras ações de clubes. Porém, o pedido foi negado pela juíza da 4ª Vara Cível.

De acordo com a ESPN, o desembargador de plantão de Justiça do Rio de Janeiro, Luciano Silva Barreto, recebeu nesta quarta-feira o advogado do Icasa, Carlos Eduardo Guerra, e também o da CBF, Carlos Eugênio Lopes, para estudar o caso e ouvir as argumentações de ambas as partes, prometendo ter uma resposta definitiva até a magrugada da quinta-feira.

Após a resolução do caso, Carlos Eugênio Lopes disse em entrevista ao Sportv, que por causa da atitude do Icasa, o clube pode ser punido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). "Está prevista uma punição disciplinar no código de Justiça Desportiva e o Icasa fica sujeito às punições do código. O Betim foi rebaixado para a Série D por ter recorrido à Justiça Comum", afirmou o advogado.

Com a decisão a favor da CBF, o Campeonato Brasileiro volta a ter 20 clubes, enquanto o Icasa viaja para Campinas, para encarar a Ponte Preta, nesta sexta-feira, pela primeira rodada da Série B. As duas competições começam neste fim de semana 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.