Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Red Bull Bragantino e Internacional buscam encerrar jejum no Brasileirão

Com trajetórias semelhantes no campeonato, times esperam terminar sequência sem vitórias no confronto pela nona rodada

Redação, Estadão Conteúdo

05 de junho de 2022 | 10h30

Em situações parecidas na tabela, Red Bull Bragantino e Internacional se enfrentam pela nona rodada do Brasileirão. A partida será realizada no domingo, às 19h, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). Os dois times buscam encerrar o jejum de vitórias.

O Red Bull Bragantino está há quatro jogos sem vencer, sendo duas derrotas e dois empates. Além disso, amargou eliminações recentes na Copa Libertadores da América e na Copa do Brasil. Com dez pontos, iniciou a rodada em 14º lugar.

O Internacional, por outro lado, conseguiu avançar na Copa Sul-Americana, mas no Brasileirão vem de sequência de cinco empates. Se olhar pelo lado positivo, está há seis jogos sem perder. Com 11 pontos, iniciou a rodada em 12º lugar.

Após classificar o mês de maio como 'tenebroso', o técnico Maurício Barbieri busca reação no Brasileiro. Léo Realpe, Hyoran, Emi Martínez, Carlos Eduardo e Maycon Cleiton já estavam no departamento médico e não têm presenças confirmadas. Léo Ortiz é desfalque, pois está com a seleção brasileira.

Apesar das eliminações, Barbieri depositou confiança no time e relembrou outro momento de superação. "Há duas, três temporadas, estávamos na zona de rebaixamento (do Brasileiro) e reagimos. Vamos trabalhar. Eles têm a minha confiança, eu tenho a confiança deles também. Podem ter certeza, anotar isso, mas o tempo vai dizer, o tempo vai mostrar que temos condições de reverter essa situação", garantiu.

O técnico Mano Menezes também tem problemas no Inter. Alexandre Alemão se recupera de lesão na coxa e não está totalmente liberado. Caso não tenha condições, entra David. Outra novidade pode ser a presença de Gabriel Mercado, que retorna de suspensão. Assim, formará dupla de zaga com Vitão.

Após o empate, por 1 a 1, com o Atlético-GO, Mano reconheceu que o Internacional precisa fazer ajustes táticos. "Nossos problemas foram táticos. Temos que entender e resolver. Mostrar por que quase nunca conseguimos pressionar o adversário. Sempre estivemos à mercê de recuperar uma bola mais atrás, o que te remete a jogar em contra-ataque. Foi o maior problema nosso no jogo", analisou.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.