Divulgação/Red Bull Brasil
Divulgação/Red Bull Brasil

Red Bull Brasil derrota Mirassol e enfrenta Ponte na final do Troféu do Interior

Time de melhor campanha na fase de grupos vence mais uma e fará clássico com a equipe de Campinas

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2019 | 23h03

Time com a melhor campanha na primeira fase do Campeonato Paulista, o Red Bull Brasil assegurou a classificação para a final do Troféu Interior, nesta segunda-feira, ao derrotar a Ponte Preta por 3 a 1, em partida realizada no Estádio Moisés Lucarelli. O time da casa já havia vencido o jogo de ida por 1 a 0.

Com o resultado, o Red Bull enfrenta a Ponte Preta na grande decisão. O clube campineiro passou pelo Oeste com empate por 2 a 2, em Barueri, e triunfo por 2 a 0, no Moisés Lucarelli.

Apesar da vantagem obtida no jogo de ida, o Red Bull tomou a iniciativa da partida e sufocou o Mirassol. Logo aos 11 minutos, Osman lançou Claudinho. O atacante partiu em velocidade e tocou na saída do goleiro Matheus Aurélio. A bola caprichosamente saiu pela linha de fundo. No lance seguinte, Osman arriscou de fora da área e o árbitro marcou pênalti em toque de mão do zagueiro adversário. Ytalo foi para a cobrança e abriu o marcador.

O Mirassol acordou após o gol e saiu em busca do empate. Após cobrança de escanteio de Jean Carlos, Leandro Amaro subiu sozinho e cabeceou na trave. Na sequência, aos 25 minutos, deixou tudo igual. Marquinho levantou na medida para Carlão. O atacante ganhou de Aderlan e testou firme para o fundo das redes.

A partida continuou aberta. Em cruzamento de Aderlan, Ytalo recebeu livre de marcação e cabeceou para fora. A resposta do Mirassol foi imediata. Jean cruzou para Leandro Amaro. O zagueiro desviou e jogou rente à trave de Júlio César. O time mandante ainda esboçou uma pressão no fim, mas não evitou o empate.

No segundo tempo, o Red Bull entrou com uma postura mais cautelosa, com a clara intenção de administrar a vantagem para selar sua classificação à final. Mas o Mirassol cresceu, empurrou o adversário para o campo de defesa e criou as melhores oportunidades. Aos 16 minutos, Marquinho recebeu dentro da área e chutou na trave.

O Mirassol continuou pressionou e chegou com perigo com Carlão. Ele aproveitou a sobra para jogar rente à trave. Como quem não faz, toma, o Red Bull chegou ao gol em sua primeira chance na etapa final. Aos 23 minutos, Everton acionou Bruno Tubarão, que tocou na saída de Matheus Aurélio para fazer 2 a 1.

Ainda deu tempo do Red Bull Brasil fazer o terceiro, aos 39 minutos. Everton avançou em velocidade pelo lado esquerdo de campo e chutou cruzado. Matheus Aurélio defendeu e Gabriel Leite cabeceou para dar números finais ao duelo.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRASIL 3 X 1 MIRASSOL


RED BULL BRASIL - Júlio César (Kewin); Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Romário; Barreto, Uillian Correia, Claudinho (Everton), Bruno Tubarão (Gabriel Leite) e Osman; Ytalo. Técnico: Antônio Carlos Zago.

MIRASSOL - Matheus Aurélio; Matheus Felipe (Gabriel Xavier), Riccieli, Leandro Amaro e Sandoval; Léo Baiano (Maycon), Jean Carlos, Marquinho (Matheus Vasconcelos) e Alex Ruan; Carlão e Wilson. Técnico: Luciano Deitos.


GOLS - Ytalo, aos 14, e Carlão, aos 25 minutos do primeiro tempo. Bruno Tubarão, aos 23, e Gabriel Leite, aos 39 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marcio Henrique de Gois.

CARTÕES AMARELOS - Uillian Correia (Red Bull); Carlão, Riccieli e Leandro Amaro (Mirassol).

RENDA - R$ 1.380,00.

PÚBLICO - 134 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.