Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Reencontrar o caminho das vitórias é a missão do Santos

Equipe não vence há três jogos e encara o Criciúma hoje na Vila. Willian José, que foi bem contra o Grêmio, deve jogar

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

22 de setembro de 2013 | 08h30

SANTOS - O Santos quer reencontrar o caminho das vitórias hoje, às 18h30, na Vila Belmiro. O time enfrenta o Criciúma, que briga para sair da zona do rebaixamento. Depois das derrotas contra Flamengo e Botafogo, e do empate diante do Grêmio, o time entra em campo para voltar a fazer do seu estádio um alçapão.

“Será uma partida difícil, como tem sido todas no Brasileirão”, minimizou o técnico Claudinei de Oliveira. Ele diz ter respeito por todos os adversários, mas acha que na Vila Belmiro o Santos sempre tem obrigação de vencer. Atuando em casa pelo Brasileiro de 2013, o seu time só perdeu do Botafogo e nos outros oito jogos ganhou quatro e empatou outros quatro.

O que faz com que Claudinei não revele a escalação é o desfalque de Cícero, que fica fora pela primeira fez no campeonato. Embora tenha jogadores de sobra para o meio de campo, nenhum deles é tão completo quanto o titular, que defende, arma e faz gols, com arremates precisos de meia distância. Cícero é tão importante que o treinador pensa até em recuar os meias-atacantes Thiago Ribeiro e Gabriel para ajudar no combate e organização do jogo, para não “perder” o meio de campo, e escalar William José para atuar como referência, entre os zagueiros adversários.

“Willian José é uma opção, independentemente se o time vai ou não jogar com três na frente. Ele se impõe na área, só que às vezes volta mais que o necessário. Temos conversado sobre isso, porque em alguns momentos Willian quer ir para a posição do Montillo. Se ele volta para armar, não adianta. Precisa ficar na frente porque finaliza bem”, afirmou Claudinei.

Outro motivo para Claudinei escalar Willian José no lugar de Cícero é que ele entrou no segundo tempo contra o Grêmio e mostrou a sua importância ao marcar o gol do empate. E como tem notado que a maioria dos jogos do Brasileiro está sendo decidida em lances de bola parada, o técnico prefere a entrada de um jogador alto, o que é o caso do atacante.

As outras opções de Claudinei para substituir Cícero são Renato, que ainda não atingiu o nível ideal de condicionamento por ter ficado parado durante três meses, e Leandrinho, recuperado de tendinite na coxa esquerda, além de Pedro Castro e Léo Cittadini.

Cicinho, que cumpriu suspensão pelo terceiro amarelo contra o Grêmio, retorna à lateral direita, E o substituto de Alison, que também está suspenso pelo terceiro amarelo, será Renê Júnior. Gustavo Henrique vai ser mantido na zaga, ao lado de Edu Dracena, como parte da preparação para ser o dono da posição em 2014.

RECUPERAÇÃO

No Criciúma, o goleiro titular Galatto permanece em tratamento médico e continua fora. Outro que não joga é o lateral-direito Sueliton, que sentiu dores musculares após a partida contra o Fluminense.

FICHA TÉCNICA

SANTOS - Aranha, Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Renê Júnior, Arouca, Gabriel, Montillo; Thiago Ribeiro & Willian José. Técnico: Claudinei Oliveira.

CRICIÚMA - Helton Leite, Fábio Ferreira, Matheus Ferraz, Leonardo & Gilson; Ewerton Páscoa, João Vitor, Diego Hoffmann & Fabinho; Lins &Wellington Paulista. Técnico: Sílvio Criciúma.

JUIZ - Arilson Bispo da Anunciação (BA).

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos.

HORÁRIO - 18h30.

NA TV - Pay-per-view.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.