Reestruturação financeira leva Avaí de volta à Série A

Time volta à elite do futebol brasileiro de forma dramática, na última rodada e graças a uma combinação de resultados favoráveis

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

06 de dezembro de 2014 | 17h00

Quem chega a Florianópolis não vê mais na entrada da cidade apenas as bandeiras do Brasil, de Santa Catarina e do município hasteadas. Agora também tremula ali a bandeira do Avaí. Tão surpreendente quanto a homenagem feita pela prefeitura foi o acesso à Série A do Brasileiro. O time voltou à elite do futebol brasileiro de forma dramática, na última rodada e graças a uma combinação de resultados favoráveis. Quando a Série B começou, poucas pessoas acreditavam no Avaí, que enfrentava uma grave crise financeira.

O presidente Nilton Macedo Machado assumiu o clube em dezembro do ano passado com salários atrasados desde setembro, mais o 13º. Para tentar recolocar a casa em ordem, contratou uma empresa de auditoria para fiscalizar as contas do Avaí. “Uma das causas apontadas para o time não estar na Série A era que a gestão, em grande parte, era feita na emoção e eu decidi que a nossa administração seria feita com base na razão. Tivemos percalços de salários atrasados durante três meses, mas depois nos acertamos e hoje os pagamentos são feitos em dia.”

O Avaí passou por uma reestruturação financeira, com a mudança de algumas práticas da administração e do organograma interno. Foi implantado um programa de qualidade a fim de cobrar desempenho de cada setor apontado.

Para 2015, mesmo com o aumento das receitas a ordem é controlar os gastos no futebol. Esse ano, o clube recebeu R$ 2,7 milhões de cota da TV e com o acesso à Série A espera ganhar pelo menos R$ 25 milhões.

“Quando o time subiu, não pensei que o Avaí passou a ser um clube rico, com dinheiro. Pensei apenas que terei de continuar administrando o clube em cima de um fluxo de caixa.  Na Série B, fixamos um teto salarial de R$ 20 mil e na Série A, com certeza, ficará abaixo dos R$ 100 mil”, diz Machado. O contrato do técnico Geninho já foi renovado até dezembro de 2015.

Tudo o que sabemos sobre:
AvaíBrasileirãofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.