Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Refletores de LED, energia solar e telões: os planos do São Paulo para o Morumbi

Clube tem projetos já avançados e estuda viabilidade para implantar outras novidades e modernizar seu estádio

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

15 Maio 2018 | 19h17

O São Paulo dará entre junho e julho o pontapé inicial em algumas mudanças na infraestrutura do estádio do Morumbi. O clube negocia com empresas parcerias para evitar os custos das reformas. Algumas têm expectativa de serem concluídas ainda nesta temporada.

Após testes, Rennes decide mandar Júnior Tavares de volta para o São Paulo

Uma das principais mudanças é na iluminação do estádio, que passará a ter refletores de LED com a potência máxima permitida nos estádios. O clube já fez testes e garante uma melhora significativa para os jogos à tarde e noite no estádio. O Estado apurou que a diretoria tricolor tem negociação avançada com uma empresa sul-coreana para a substituição dos atuais refletores.

Os estudos para as mudanças na iluminação vêm de tempo, como adiantou o Blog do Morelli no ano passado. Além da preocupação com os jogos, o São Paulo quer evitar "perder" shows e outros eventos para as arenas rivais, de Palmeiras e Corinthians.

Com o apoio de patrocínio da Ambev, o clube também fará uma grande reforma nos vestiários (de mandante e visitante) e no acesso deles ao gramado. Tudo será ampliado e, diferente do que acontece hoje, os times passarão a subir para o gramado por um mesmo túnel, compartilhado e mais amplo. 

A diretoria tricolor ainda trabalha para tentar viabilizar outras duas novidades: telões no estádio - ideia ainda em fase embrionária de estudos de viabilidade - e a instalação de placas para captação de energia solar em cima das fileiras mais externas das arquibancadas do estádio, que passariam a ser cobertas.

Em negociação avançada com uma empresa de tecnologia alemã, a intenção do São Paulo é ter sua própria usina de energia solar. Instalar ao redor de todo o estádio coberturas com placas de 7m de largura para captar a energia que, além de ser utilizada no próprio estádio, poderá ser vendida.

CT na Barra Funda também tem reformas planejadas

O São Paulo também planeja ampliar e mudar alguns espaços em Centro de Treinamentos, na Barra Funda. Os vestiários dos atletas, hoje localizados embaixo da arquibancada, passará a ser junto com o alojamento, nos fundos do prédio principal. Onde estão localizados hoje, na entrada do CT, será o novo espaço para a imprensa, hoje anexa ao acesso para o Reffis. A academia e o Reffis serão ampliados e passarão a ocupar também o espaço onde hoje é dedicado aos jornalistas que acomopanham o dia-a-dia tricolor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.