Reforçado, Santos tenta superar a crise diante do Paulista

Sem opções, Leão escala reforço de última hora; Luiz Henrique chega credenciado por dois gols olímpicos

02 de fevereiro de 2008 | 19h29

O Santos tenta superar a sua maior crise nos últimos anos com uma vitória diante do Paulista, neste domingo, às 18h10, no Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí. A esperança de Leão de contar com o Kléber Pereira foi desfeita neste sábado cedo, quando o artilheiro voltou a sentir a lesão no tornozelo esquerdo e foi vetado pelo médico. Rodrigo Souto, com dores na coxa direita, não treinou, mas deve jogar. Fábio Costa foi reintegrado e está confirmado no time, cuja outra novidade será o meia Luiz Henrique, de 22 anos, autor de dois gols olímpicos num mesmo jogo, contra o Ituano, quando atuava pelo Paulista, no ano passado.   Veja também:  Resultados e calendário  Classificação   Depois de ficar em testes durante 15 dias no CT Rei Pelé, Luiz Henrique foi aprovado por Leão e assinou contrato de três meses na sexta-feira. Ele vai entrar no lugar de Rodrigo Tabata que, além de não atravessar boa fase, perdeu o pênalti contra o Barueri. "Fico Feliz de fazer parte de uma equipe desse porte, com espaço no cenário brasileiro e com uma ótima estrutura", disse o novo santista, ao ser apresentado aos jornalistas.   O jogo é importante porque os dois clubes estão entre os últimos colocados, separados por apenas um ponto. O Paulista, que perdeu do Guaratinguetá na sexta-feira, soma 3 pontos, e o Santos tem quatro pontos. Enquanto o ganhador do jogo pode passar a fazer parte do bloco intermediário da classificação, o perdedor se afundará no grupo dos ameaçados pelo rebaixamento. Em cinco jogos, o Santos conseguiu apenas uma vitória e um empate e voltou a entrar em crise após perder do Barueri por 2 a 1, quinta-feira, na Vila Belmiro.   TIME MAIS ENTROSADO  PAULISTA Adinam; Devas, Dema e Diego Padilha; Bruno Ribeiro, Réver, Jairo, Ricardinho e Johnny; Marcelo Toscano e Júlio César. Técnico: Giba.  SANTOS Fábio Costa; Adailton, Anderson Salles e Betão; Filipi, Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto (Domingos), Luiz Henrique e Carleto; Alemão e Tiago Luís. Técnico: Emerson Leão. Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de SouzaEstádio: Jayme Cintra (Jundiaí)Horário: 18h10Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700TV: SporTVCom o veto de Kléber Pereira, Leão vai manter a dupla de garotos formada por Alemão e Tiago Luís. O técnico reconhece que Alemão sentiu a estréia, porém acredita que a tendência é de que, superada a ansiedade do primeiro jogo sob os olhares da torcida, na Vila Belmiro, ele se solte nesta partida, fora de casa.   Além de ter perdido quatro titulares - Alessandro, Maldonado, Pedrinho e Marcos Aurélio - depois de ter acertado a sua volta ao Santos, Leão vê aumentar seus problemas a cada rodada. O lateral-esquerdo Kléber, que até agora jogou pouco mais de um tempo, vai ficar inativo durante 10 dias. E Adriano, que atuou improvisado na lateral-direita contra o Barueri, e tinha possibilidade de se firmar na posição, foi outro vetado para este jogo em razão de uma conjuntivite.   Apesar da forte pressão da torcida e da difícil missão de ter que refazer o time com poucos recursos, Leão ainda não se sente ameaçado pelo rebaixamento à Serie A-2 do Campeonato Paulista. "Sou otimista por natureza. E se não fosse não teria aceitado dirigir o Corinthians e o Atlético Mineiro nas condições em que eles se encontravam nos dois últimos Brasileiros", disse o técnico, revelando que foi aconselhado por amigos santistas a não aceitar voltar à Vila Belmiro agora, mas só daqui a dois anos. "Mas, preferi aceitar o desafio", concluiu. Pelo Paulista, a grande novidade é a queda do técnico Marcus Vinícius, que não suportou a pressão pela fraca campanha no Paulistão. Seu substituto é Giba, que já treinou a equipe no começo deste século, sendo campeão da Série C em 2001. "Nós contratamos o Giba e precisamos dele no banco para comandar o time, porque não temos outra pessoa preparada", explicou o presidente Eduardo Palhares.   O técnico, por sua vez, encarou o convite como um desafio na carreira: "Vamos assumir o time para tirá-lo desta situação difícil, mas estamos confiantes".    

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCPaulistão A-1Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.