Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Reforço do São Paulo, Wesley diz ter fechado acordo em dezembro

Volante deixa o Palmeiras e é apresentado pelo novo clube

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

03 Março 2015 | 12h37

O volante Wesley foi apresentado nesta terça-feira no São Paulo e disse que chega ao Morumbi pelo desafio de buscar algo novo na carreira, além de ter negado que tenha saído do Palmeiras com uma imagem negativa. O reforço revelou ainda que o acerto com o Tricolor foi firmado em dezembro do ano passado, logo depois do fim do Campeonato Brasileiro, em que o Palmeiras se salvou da degola somente na última rodada.

"Depois que acabou o Campeonato Brasileiro, sentei em casa com minha mulher e decidi tomar essa decisão porque era uma casa nova, uma situação diferente. Queria um desafio novo na minha vida", contou. "Não preciso provar nada, estou em busca da minha luta todos os dias. As oportunidades estão aí para a gente pensar e decidir. O balanço que faço sobre o Palmeiras é ótimo", disse o volante, que em três temporadas na Academia conseguiu os títulos da Copa do Brasil, em 2012, e da Série B do Campeonato Brasileiro, em 2013.

Desde o começo do ano o jogador treinava separado do restante do elenco do Palmeiras. "Nenhum jogador quer passar por essa situação. Fiquei treinando separado do grupo, sem contato com os colegas. Mas tinha contrato, sou profissional e tive de respeitar isso."

 

Um dia após o fim do contrato, encerrado na sexta-feira, Wesley teve a contratação confirmada pelo São Paulo. Apesar disso, o vice-presidente de futebol do clube, Ataíde Gil Guerreiro, reconheceu em entrevista que o acordo verbal foi firmado com o atleta quando ele ainda estava vinculado ao Palmeiras.

A transferência de Wesley é a segunda chegada de um ex-palmeirense ao time do Morumbi em menos de 12 meses. No ano passado, o atacante Alan Kardec também trocou de equipe, em negociação que gerou polêmica entre os vizinhos. Na ocasião, o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, reclamou da postura do colega são-paulino Carlos Miguel Aidar na condução das conversas com o jogador.

Wesley esteve no CT da Barra Funda pela primeira vez na segunda-feira e realizou o primeiro treino com o grupo nesta terça pela manhã. O elenco fez um trabalho físico com bola e simulou movimentações de jogo. Na sequência, o volante correu pelos campos do Centro de Treinamento ao lado do lateral-esquerdo Carlinhos, que se recupera de tendinite.

O volante só terá condições de estrear em abril, caso o São Paulo se classifique para a segunda fase do Campeonato Paulista. Se isso ocorrer, o clube poderá inscrever o reforço na vaga de um dos 28 relacionados anteriormente. A mesma troca poderá ser feita na Libertadores se a equipe do técnico Muricy Ramalho avançar às oitavas de final.

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC Wesley

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.