Reforço, Ezequiel diz se inspirar em Maicon no Cruzeiro

Ex-atleta do Criciúma foi apresentado nesta quinta-feira no novo clube

Estadão Conteúdo

14 de julho de 2016 | 13h27

Novo reforço do Cruzeiro, o lateral-direito Ezequiel foi apresentado nesta quinta-feira na Toca da Raposa II exibindo esperanças de seguir os passos de Maicon, jogador da mesma posição e que brilhou pelo time mineiro após ser contratado junto ao Criciúma.

"Maicon é uma das minhas inspirações como lateral, espero fazer a minha história, mas me espelho nele. Espero ter boas atuações nesta passagem", afirmou Ezequiel, de 23 anos, que iniciou a sua carreira no Criciúma e também atuou pelo Oeste, do interior paulista, no futebol brasileiro.

Logo no começo da sua carreira, Ezequiel teve uma rápida passagem pela Europa, onde atuou no português Braga. O lateral-direito acredita que esta experiência foi valiosa para a sua carreira e poderá ajudá-lo no Cruzeiro, ainda mais pelo time ter um técnico estrangeiro, o português Paulo Bento.

"Fui emprestado para o Braga aos 19 anos, pude aprender bastante, na parte tática. A comissão me passou alguma ideia da filosofia deles e isso me fez lembrar da passagem pelo Braga. Venho de uma temporada muito boa, fui eleito o melhor lateral do catarinense, vinha muito bem na série B, brigando pela parte de cima da tabela. Claro que tem a cobrança da torcida, mas quando entrar em campo vão me apoiar. Jogar no Cruzeiro sempre tem pressão, principalmente quando o resultado não vem. É trabalhar, fazer o que o treinador pedir, depois que o resultado positivo vier tudo muda. Já fiz mais de 30 partidas este ano, é só esperar a regularização que vou estar em condição de jogo", declarou.

Pouco conhecido, Ezequiel aproveitou a sua apresentação para explicar as suas características. Além disso, o lateral garantiu não temer a pressão de chegar a um time que vive um momento ruim, próximo da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

"A principal característica do lateral brasileiro é atacar bastante, mas precisamos do equilíbrio, fechar a linha de quatro em alguns momentos. Estou pronto para fazer o que o treinador pedir. Jogar no Cruzeiro sempre tem pressão, principalmente quando os resultados não vêm. Precisamos estar sempre concentrados, preparados para fazer o que o treinador pedir. Tenho certeza que, desta forma, a torcida começará a apoiar", disse.

Ezequiel assinou um contrato válido por três anos com o Cruzeiro e agora espera a regularização do acordo para ficar à disposição de Paulo Bento. O lateral, porém, não poderá ser aproveitado na Copa do Brasil, pois já entrou em campo na competição pelo Criciúma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.