Reforço no Palmeiras? Só de brincadeira

O diretor de Futebol do Palmeiras, Américo Faria, em conversa com os repórteres nesta sexta-feira, divulgou uma informação que parecia boa para os torcedores do Palmeiras: "Na próxima semana vocês terão duas novidades." No dia anterior, porém, o presidente Mustafá Contursi, que não vai abrir mão da política de pés-no-chão, havia afastado a possibilidade de grandes contratações, alegando não haver jogadores disponíveis no mercado. Mas então quais seriam as novidades? "César Sampaio e Amaral", respondeu o dirigente.Os repórteres já pensaram que os dois volantes poderiam ser contratados para disputar o Campeonato Brasileiro e a Copa Mercosul. Bastaram alguns segundos, no entanto, para que Américo Faria esclarecesse a situação. Não passou de uma brincadeira. Eles estão passando férias no Brasil e ficarão alguns dias treinando no Centro de Treinamento do Palmeiras, clube que defenderam por muito tempo. Sampaio, do La Coruña, e Amaral, da Fiorentina, sofreram sérias contusões e praticamente não puderam jogar por seus clubes nesta temporada européia. Por isso, querem treinar mesmo estando de folga, para voltar a ganhar um espaço em seus times.O único reforço palmeirense já confirmado e que começará a trabalhar na próxima semana é o de um diretor de Futebol: Sebastião Lapola. O dirigente retornou dos Emirados Árabes, onde ficou durante um ano. Homem de confiança de Mustafá, ele fez parte da diretoria em 99, ano da principal conquista do clube, a Libertadores. "Sempre nos demos bem", garantiu Faria, que dividirá as funções com o novo profissional.Emprestados, Alex e Felipe estão mesmo de saída e, por isso, a diretoria buscará reposição. Entre os nomes cogitados estão os do meia Robert e do atacante Dodô, ambos do Santos, o do lateral-esquerdo Marquinhos, do Goiás, e o do atacante Robert, do Botafogo de Ribeirão Preto.Nesta sexta-feira, depois de quase uma hora de conversa com a comissão técnica, os jogadores se despediram e iniciaram as férias. Ninguém conseguia esconder o abatimento. Eles retornam aos treinos apenas em 2 de julho. Felipe não apareceu no CT, depois justificou o motivo da ausência - seu sobrinho havia falecido -, mas será multado. Marcos e Alex, convocados para a seleção, foram dispensados, assim como Magrão. Fernando não foi avisado e, por isso, também não compareceu.Apesar da pressão de conselheiros, o técnico Celso Roth será mantido no cargo, pelo menos por enquanto. "Se não suportasse pressão, nem teria vindo", avisou o treinador.

Agencia Estado,

15 de junho de 2001 | 18h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.