Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Reforço, Rodolfo afirma que irá 'comer grama' no Grêmio

O Grêmio confirmou de forma oficial a contratação do zagueiro Rodolfo, que estava no Lokomotiv Moscou, da Rússia, e chega como reforço para o time que tem como principal objetivo no primeiro semestre a conquista da Copa Libertadores - a equipe disputa a fase preliminar do torneio e jogará por um lugar na fase de grupos contra o Liverpool-URU na próxima quarta-feira. Emprestado até o final do ano, o jogador foi apresentado nesta sexta no Estádio Olímpico.

AE, Agência Estado

28 de janeiro de 2011 | 14h28

Durante a sua apresentação, Rodolfo afirmou que já está em condições de defender o time gaúcho, pois vinha treinando. "Estou com muita vontade de jogar, de ajudar o Grêmio nesse projeto de conquista da Libertadores. Vim pra cá para comer grama", ressaltou o jogador, que já começará a treinar na tarde desta sexta, enquanto o elenco que realizou atividade pela manhã estará de folga no período.

Antes de defender o Lokomotiv Moscou, clube em que estava desde 2007, Rodolfo, de 28 anos, atuou pelo Dínamo de Kiev, da Ucrânia, entre 2004 e 2006. Antes disso, ele estava no Fluminense desde 2001. Agora no Grêmio, ele destacou a importância que a presença de Renato Gaúcho no comando do time teve para a sua decisão de voltar a atuar no futebol brasileiro.

"O Renato foi quem me ensinou tudo. Foi o treinador que me deu mais do que um empurrão na carreira. Estou aqui graças a ele, que foi importantíssimo na minha carreira. Tenho amigos aqui também, o Gabriel, o André Lima, o Fábio Rochemback. Também vim para cá por uma questão familiar. Mas lá na Rússia a gente tem tudo. Eu era muito feliz lá. Abracei a causa de retornar ao Brasil pelo projeto que o Grêmio me ofereceu. A intenção do Grêmio de vencer a Libertadores foi o que me trouxe para cá", enfatizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.