Reforços do Cruzeiro passam por exame e elogiam estrutura de CT

Diogo Barbosa e equatoriano Luis Caicedo conhecem novo local de trabalho

Estadão Conteúdo

14 de dezembro de 2016 | 16h20

A temporada 2017 começou nesta quarta-feira para o Cruzeiro, com os dois primeiros reforços para o ano que vem comparecendo à Toca da Raposa II para a realização de exames. Tanto o zagueiro equatoriano Luis Caicedo, destaque de Independente Del Valle, quanto o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, que estava no Botafogo, elogiaram o local.

"Estou surpreso com toda a estrutura, não esperava tudo isso. Me sinto muito feliz em fazer parte desta família daqui para frente. Me sinto muito feliz e agradecido, assim como minha família", comentou o zagueiro de 24 anos, titular da seleção equatoriana. As declarações foram divulgadas pela assessoria de imprensa do Cruzeiro.

Caicedo também falou do desafio de jogar no Brasil. "Tenho um passo importante a ser dado agora. Espero alcançar todos os objetivos com o clube. Estou na expectativa para que as coisas se saiam bem e, como sempre, vou trabalhar para dar alegria aos torcedores", prometeu o defensor, que assinou por cinco anos.

Já Diogo Barbosa havia conhecido o CT celeste quando atuava pelo Botafogo. "Temos toda a estrutura para que o atleta possa trabalhar. Estou muito feliz com a oportunidade de chegar ao Cruzeiro e ter toda essa estrutura à minha disposição para poder usar e mostrar dentro de campo o que sou capaz de fazer", disse o lateral.

"Quando surgiu a proposta do Cruzeiro não pensei duas vezes. É um clube gigante, tive outras propostas, mas o que mais me chamou a atenção foi a estrutura da equipe e também a chance de trabalhar com o treinador Mano Menezes. Esperava por essa oportunidade de trabalhar com um grande treinador em um grande time e aconteceu. Agora é treinar e buscar o meu espaço", complementou Diogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.