Marcelo Sayão/EFE
Marcelo Sayão/EFE

Reformas na Granja Comary favorecem isolamento aos atletas

Felipão ressalta privacidade em preparação para a Copa do Mundo

Robson Morelli, Enviado Especial, O Estado de S. Paulo

26 de maio de 2014 | 13h51

TERESÓPOLIS - A repaginação da Granja Comary para dar condições de trabalho e conforto para a seleção brasileira também isolou o time de Felipão de tudo e de todos. O Brasil muito provavelmente não será incomodado nos treinos em Teresópolis, como queria Felipão sobretudo nesta primeira etapa. Os jogadores não terão contato com ninguém que não seja da comissão técnica.

Nem mesmo os patrocinadores, como disse Felipão ao Estado dois dias antes de receber o grupo, poderão abusar de seus garotos propaganda. O relacionamento dessa turma do marketing será restrito.

Na tarde desta segunda-feira, os jogadores passarão pela tenda dos patrocinadores, montada dentro da Granja Comary, para um "aperto de mão, fotos e agradecimentos", como definiu o treinador. E nesse curto encontro resume-se a ação.

Dois campos amplos e bem tratados servem o time na Granja. Uma arquibancada coberta foi erguida atrás de um dos gols para acomodar jornalistas brasileiros e internacionais. Existe ainda um complexo para cerca de 100 profissionais de mídia, também coberto, que servirá como uma grande agência de notícias. Certamente não acomodará a todos.

Felipão reclamou do pouco tempo que terá para treinar o time. Colocou a culpa na Fifa, que determinou que a apresentação ocorresse somente nesta segunda-feira.

O treinador já podia estar com o elenco, ou a maioria dos atletas - Marcelo defendeu o Real Madrid na final da Liga dos Campeões sábado e, por isso, o lateral só se juntará ao elenco nesta terça.

Os demais jogadores curtiam folga no Brasil. Nesta segunda, eles começam a fazer exames médicos e testes de avaliação. A expectativa é que na terça o grupo dê início aos primeiros trabalhos físicos e com bola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.