Reformulação no Santos será radical

Enquanto os reservas do Santos terão a última oportunidade no ano de mostrar serviço, os titulares já estão de férias e muitos deles já cuidam de seu futuro, pois não permanecerão na Vila Belmiro ano que vem. No dia 26 de dezembro, quando os atletas voltarem das férias, o clube poderá ter um elenco completamente renovado e os dirigentes trabalham para contratar logo o novo treinador para intensificar a montagem do time.A intenção é repatriar alguns jogadores e alguns ex-santistas, como os meias Diego e Elano, o volante Renato e o atacante Deivid, estão sendo sondados sobre a possibilidade de voltarem a atuar na Vila Belmiro. O presidente Marcelo Teixeira não esconde seu sonho de ter Vágner Love no comando do ataque e ainda não desistiu de contratá-lo. O volante Fabinho e o centroavante Washington, que jogam no Japão, estão na mira dos dirigentes e o goleiro Roger já tem pré-contrato com o Santos. O nome do lateral direito Gabriel, tido como certo tempos atrás, não tem sido lembrado nos últimos dias.Na outra ponta, a lista dos prováveis dispensados é longa. Deve atingir os goleiros Mauro e Henao, enquanto Saulo deverá permanecer para ficar na reserva de Roger. O lateral-direito Paulo César será devolvido ao Paris Saint-German. O outro lateral, Flávio, já havia sido dispensado por Nelsinho Baptista e também vai sair. O zagueiro Halisson não ficará.No meio-de-campo, não haverá a renovação do contrato de Zé Elias e o Santos poderá ter dificuldades para manter Fabinho, cuja permanência interessa. Heleno, que chegou no meio do ano, será mantido, enquanto Bóvio pode ter sua situação reavaliada. Ele entrou em choque com a diretoria quando surgiram as informações de que ele tinha assinado um pré-contrato com o Málaga. O jogador desmentiu isso dias atrás e manifestou vontade de permanecer na Vila Belmiro. Ricardinho dificilmente permanecerá porque a diferença entre sua pedida e a oferta do Santos é muito grande. A situação de Giovanni é indefinida. Os dirigentes não gostaram de seu desempenho e ainda ficaram insatisfeitos com a revolta do jogador no clássico contra o Corinthians, em que chutou a bola em direção às arquibancadas, em sinal de protesto. Logo depois, o meia assumiu a defesa dos quatro jogadores que haviam sido dispensados por Nelsinho Baptista.Cláudio Pitbull é outro que dificilmente permanecerá no Santos e Luizão só ficará se não for possível rescindir amigavelmente seu contrato. Diego, que também havia sido dispensado por Nelsinho, deverá ser devolvido ao Porto.

Agencia Estado,

01 de dezembro de 2005 | 19h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.