Divulgação/Polícia Militar
Divulgação/Polícia Militar

Régis admite erros, nega ser bandido e agradece apoio do São Paulo

Jogador foi detido no último sábado ao tentar invadir o apartamento de seu vizinho, em Brasília

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2018 | 19h20

Após ter sido detido por tentar invadir a cada de um vizinho em Brasília na segunda-feira, o lateral-direito Régis se manifestou pela primeira vez em suas redes sociais. O jogador, que teve seu contrato rescindido com o São Paulo no último dia 3,  admitiu que cometeu alguns excessos, agradeceu o apoio do clube e negou que seja um criminoso. 

"Antes de qualquer coisa que será falada aqui, não poderia deixar de agradecer ao São Paulo pelo suporte que me deu no período em que estive no clube! Porém, algumas atitudes desrespeitosas, que violaram e desrespeitaram minha imagem, me deixaram muito decepcionado (Não da parte do clube), mas de pessoas que estão completamente envolvidos com o futebol nacional e que não tiveram o mínimo de respeito pela minha pessoa", escreveu o jogador. 

Na mensagem, ele ainda confessa ter cometido alguns erros, mas não aceita ser taxado de criminoso. "Erros ocorreram? Sim ocorreram, mas isso não dá o direito de me exporem da maneira como foi feito e tem sido feito! Recentemente também tem saído coisas mentirosas como se eu fosse um criminoso, e disso nunca compactuei, porque sempre fui um atleta dedicado e profissional dentro de qualquer clube que fui! Mas só resta lamentar e pedir que DEUS perdoe essas pessoas ruins! Agradeço a todos os torcedores e funcionários do São Paulo pelo apoio, e que coisas boas possam vir e virão de hoje em diante",  completou.

Régis foi detido na segunda-feira, ao tentar invadir um apartamento de um vizinho. Segundo os registros, ele estava "visivelmente transtornado e bastante nervoso". Ele foi autuado por perturbação da tranquilidade, ameaça e violação de domicilio. Após assinar um termo circunstanciado, foi liberado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.