Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Reinaldo celebra retorno e abre as portas do São Paulo para Valdívia

Lateral esquerdo vive boa fase em sua volta ao Morumbi depois de dois anos

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2018 | 18h05

O lateral-esquerdo Reinaldo, do São Paulo, reforçou nesta segunda-feira que se sente mais maduro em seu retorno ao clube paulista, e que espera aproveitar a boa fase para ajudar o time a conquistar títulos. Ele atuou emprestado pelo clube à Ponte Preta e Chapecoense em 2016 e 2017.

Após exames, São Paulo espera anunciar Valdívia como sexto reforço até terça

"Fiz dois anos maravilhosos e voltei mais maduro, com mais experiência, corrigi erros de posicionamento e de postura no ataque, e agora sei que tenho que mostrar mais. A tendência é crescer", disse o jogador, em coletiva no CT da Barra Funda. "O objetivo é sempre estar lutando com raça para a equipe continuar apoiando e ajudar o São Paulo a conquistar títulos."

Titular na vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo-SP, quando deu assistência para o gol de Diego Souza, Reinaldo revelou detalhes da disputa pela vaga com Edimar e Júnior Tavares, opções do técnico Dorival Junior para a lateral esquerda tricolor. Contra o Madureira, pela Copa do Brasil, o jogador teve seu nome gritado pela torcida no Estádio do Café, em Londrina, pedindo Reinaldo no lugar de Edimar.

"Converso muito com Edimar e com o Júnior e com o elenco, para que sempre mantenham o foco e que é trabalhando que se conqusita as coisas. Não acho que o Edimar cometeu erros que prejudicassem a equipe, e falei para ele continuar jogando com tranquilidade. Gosto que gritem meu nome, mas quero que gritem o nome do time todo, não só o meu."

Reinaldo aproveitou para abrir as portas do clube para o meia-atacante Valdívia, que deve ser anunciado em breve pelo time. "Ele é um jogador muito bom, acima da média e já jogeu contra ele. Inclusive, fez um gol contra a Chapecoense no ano passado. Ele vem para nos ajudar e tenho certeza que vai, a qualidade dele é indiscutível."

Após se destacar ofensivamente na Chapecoense, Reinaldo não traça metas, mas sonha em ajudar o São Paulo com mais assistência, e gols. "Não tenho meta, gosto de deixar as coisas acontecerem naturalmente. O importante é ajudar o São Paulo, seja com assistência, gol, mas principalmente não tomando gol. Na defesa, a principal preocupação é não sofrer gol. Mas se der para chegar na frente, aí vou tentar dar assistência ou até fazer gol." 

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.