Érico Leonan/ São Paulo
Érico Leonan/ São Paulo

Reinaldo elege 2018 como seu melhor ano no São Paulo e mira título

'Vim para o São Paulo mais maduro, sabendo o que precisava fazer', diz lateral-esquerdo

Redação, O Estado de S. Paulo

28 de dezembro de 2018 | 04h30

Para quem estava acostumado a ser vaiado no Morumbi, ter o nome ovacionado em um clássico e virar até item de colecionador parece um desfecho perfeito para a temporada de Reinaldo no São Paulo. O próprio a elege como a melhor de sua passagem pelo clube.

"Melhor ano que já fiz aqui desde 2013, quando cheguei. Voltei bem e para responder à expectativa do que tinha feito na Chape e na Ponte. Vim para o São Paulo mais maduro, sabendo o que precisava fazer, que é jogar bem, ser no dia a dia o cara que fui em 2018", destacou o jogador, em entrevista ao site oficial do clube.

Contratado do Sport em maio de 2013, Reinaldo não foi bem em seus mais de dois anos no Morumbi e virou um dos alvos da ira da torcida. De tanto ser hostilizado, acabou emprestado à Ponte Preta e, posteriormente, à Chapecoense. Nos dois clubes, passou a acumular boas atuações que lhe renderam nova oportunidade no São Paulo, para onde voltou este ano.

A mudança de status de vilão para herói se consolidou na vitória por 3 a 1 sobre o Corinthians, no primeiro turno do Brasileirão, quando o lateral balançou as redes duas vezes. "Fiz dois gols e saímos com a vitória. Fazer gol é bom, fazer gol em clássico é melhor ainda. Este jogo está para sempre na minha memória, vai ficar eternamente", afirmou.

Agora, só falta um título: "Voltei ao São Paulo para ser campeão e tenho certeza de que esse sonho vai se realizar logo mais. Vou batalhar muito, ir até a última gota do meu suor para conquistar esse objetivo", completou "Kingnaldo", como passou a ser carinhosamente apelidado pelo torcedor.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.