Reinaldo festeja desempenho e aposta em 'São Paulo vitorioso'

Reinaldo festeja desempenho e aposta em 'São Paulo vitorioso'

Ao fazer um balanço de 2014, o jogador exibe satisfação com o seu desempenho e aproveita para projetar próximo ano

Estadão Conteúdo

24 de dezembro de 2014 | 15h49

Escalado como titular em 15 partidas do São Paulo neste ano, principalmente pelo fato de que Alvaro Pereira foi convocado frequentemente para defender a seleção uruguaia, Reinaldo ainda entrou na equipe no decorrer das de outros seis jogos na temporada e mostrou que está pronto para brigar por um lugar no time titular.

Ao fazer um balanço de 2014, o jogador exibiu satisfação com o seu desempenho e aproveitou para projetar de forma otimista o próximo ano, no qual o time terá como principal objetivo a conquista de seu quarto título da Copa Libertadores.

"Posso dizer que foi um bom ano. Felizmente não tive lesões e, quando o Alvaro não estava, consegui manter a média da equipe para não deixar o rendimento cair. Deu tudo certo, conseguimos um dos objetivos que era conquistar a vaga para a Libertadores e terminamos a temporada com o time jogando bem", afirmou Reinaldo, em entrevista ao site oficial do São Paulo, publicada nesta quarta-feira.

Reinaldo, porém, não escondeu a decepção com o fato de que o São Paulo não conseguiu conquistar nenhum título em 2014, no qual acabou eliminado na semifinal da Copa Sul-Americana e teve de se conformar com o vice-campeonato brasileiro e a consequente conquista da vaga na Libertadores.

"Sempre que entro em campo procuro seguir as orientações do Muricy. Acredito que consegui desempenhar bem as funções que ele pediu e, por isso, recebi mais oportunidades. Infelizmente não conquistamos os títulos como a gente desejava, mas tenho certeza de que 2015 será vitorioso", ressaltou Reinaldo, que em 2015 ainda terá de enfrentar a concorrência de Carlinhos, experiente lateral contratado junto ao Fluminense.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCReinaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.