Reinaldo vira a 'solução' do ataque botafoguense

Técnico Cuca deposita sua confiança no atacante Reinaldo para o clube vencer os dois últimos jogos

14 de novembro de 2007 | 19h50

Depois dos resultados do fim de semana e a vitória sobre o Paraná por 3 a 2, a torcida do Botafogo voltou a se agarrar a uma remota possibilidade de classificar-se para a Libertadores da América.  A diretoria do clube, no entanto, parece que já desistiu, ao anunciar as dispensas de Joílson, Dodô, Zé Roberto - todos jogadores que admitiram ter recebido propostas para deixar o clube no fim do ano - do zagueiro Alex e do lateral Moreno. Se as chances eram mínimas (3%), agora ficam microscópicas, sem três pilares do esquema de jogo do técnico Cuca.  Mas o fim do ciclo de uns significa oportunidades para outros. O atacante Reinaldo ganha o status de referência ofensiva. "Vamos observá-lo na posição. Jogar ao lado de Dodô é uma coisa, como referência é outra completamente diferente", diz Cuca. "Não tenho preferência por colocação, mas jogando mais adiantado fico mais perto do gol e conseqüentemente finalizo mais", analisou Reinaldo, que foi o artilheiro alvinegro no Brasileiro do ano passado quando o mesmo Dodô deixou o clube para jogar no Emirados Árabes

Tudo o que sabemos sobre:
Brasileirão Série ABotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.