Rejeição à Comary causa mal-estar

Há um certo mal-estar e desconforto entre a direção da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pela opção do técnico Emerson Leão em abrir mão do Centro de Treinamento Heleno Nunes, a moderna concentração da seleção brasileira em Teresópolis, região serrana do Rio, para as atividades da equipe. Desde que assumiu a seleção, há seis meses, Leão só esteve uma vez no local. Agora, para o jogo com o Peru, dia 25, o treinador escolheu o sítio de um amigo, em Jarinu, interior de São Paulo, para o curto período de preparação.Um dos diretores da entidade, que preferiu não ser identificado, criou uma figura de linguagem para demonstrar o que considera falta total de critério da comissão técnica ao preterir a estadia na Granja Comary, onde fica a concentração: "É como se um sujeito que dispusesse de um vestuário sofisticado, com roupas finas e alinhadas, só se apresentasse em solenidades formais de tênis e calças jeans". Para o dirigente da CBF, Leão e o coordenador-técnico Antonio Lopes deveriam repensar a ocupação "da casa da seleção". Ele diz, no entanto, que desconhece a opinião do presidente Ricardo Teixeira sobre o assunto.O contra-senso parece pouco justificável se for levado em conta o custo aproximado do investimento da CBF na concentração: em torno de US$ 5 milhões - só na fase final das obras e aparelhamento a quantia gasta pela entidade chegou a US$ 1 milhão.O CT ocupa 150 mil metros quadrados numa área nobre de Teresópolis, que pertencia à tradicional família Guinle, e sua construção foi encerrada em 1987. Dispõe de três campos com medidas oficiais estabelecidas pela Fifa, alojamentos com 22 apartamentos duplos, com banheiros privativos, telefones e TV.Há ainda salão de jogos, de vídeo e um outro para preleções, além de um amplo restaurante, lanchonete, lavanderia e até uma biblioteca. Mas é a sala de musculação que chama mais a atenção: os equipamentos foram elogiados por representantes da Internazionale de Milão, que visitaram a Granja Comary em 2000, durante o período em que o atacante Ronaldo se recuperava em Teresópolis de sua última contusão. Eles apontaram a estrutura da concentração como superior a dos mais destacados CTs do mundo.Este ano, a Granja Comary vem sendo utilizada por seleções de "base": já estiveram lá a equipe sub-17 e a sub-20 e, no momento, são as meninas da seleção sub-19 que desfrutam de todo o conforto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.