PAULO WHITAKER | REUTERS
PAULO WHITAKER | REUTERS

Relações com CBF garantem jogo em Pernambuco

Ligação de presidente da federação com entidade nacional leva jogo para Pernambuco, mesmo com ameaça de zika

Daniel Batista, enviado especial a Teresópolis, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2016 | 07h00

Não são só de critérios técnicos que o local de uma partida da seleção brasileira é escolhido. Os jogos das Eliminatórias para a Copa de 2018 também servem, de forma discreta, para que a CBF consiga agradar as federações que se mostram aliadas da entidade e de seus dirigentes, como Recife, palco da partida contra o Uruguai, amanhã, na Arena Pernambuco.

Evandro Carvalho, presidente da Federação Pernambucana tem sido um dos dirigentes que mais defendem a entidade máxima do futebol brasileiro e seus últimos presidentes, casos de José Maria Marin, Marco Polo Del Nero e Coronel Nunes.

O bom relacionamento fez com que o jogo com o Uruguai, nesta sexta-feira, fosse mandado para a cidade pernambucana, apesar da preocupação com o vírus zika, pois Pernambuco é um dos estados que mais sofre com o problema.

Carvalho, que chefiou a delegação em diversas ocasiões, declarou algumas vezes que almeja ser um dia presidente da CBF.

Outro estado que deve, em breve, receber a seleção é Rio Grande do Norte. O jogo com o Uruguai, inclusive, chegou a ser cogitado para a Arena das Dunas, mas as conversas não foram adiante.

O presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol, José Vanildo, é quem chefiará a delegação brasileira no jogo com o Paraguai, terça-feira, em Assunção, e também acompanhará o jogo em Recife.

A ideia de Vanildo é aproveitar a aproximação com os dirigentes e membros da comissão técnica da seleção para incentivá-los a levar pelo menos um jogo das Eliminatórias para a capital potiguar. O ex-presidente Marco Polo Del Nero chegou a prometer para o dirigente que levaria o time brasileiro para Natal após a Copa de 2014.

O Brasil fará mais três jogos oficiais em casa neste ano: Colômbia, Bolívia e Argentina, dias 6 de setembro, 7 de outubro e 11 de novembro. Datas que ainda não estão 100% garantidas pela Conmebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.