Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Relembre a trajetória do Brasil nas primeiras fases das últimas Copas

Desde 1998, quando o Mundial passou a ter 32 equipes, seleção sempre foi cabeça de chave e liderou suas chaves

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

01 de dezembro de 2017 | 07h01

Desde que a Copa do Mundo passou a contar com 32 seleções, a partir de 1998, o Brasil sempre foi cabeça de chave nos sorteios dos grupos e todas as vezes se classificou na primeira posição, algumas com tranquilidade e em outras oportunidades com um pouco mais de dificuldade. Nesta sexta-feira, a seleção do técnico Tite conhecerá seu caminho, que em outras edições foram percorridos com sucesso.

+ Conheça a taça da Copa do Mundo

Na França, em 1998, o Brasil entrou na competição como detentor do título e ficou no Grupo A ao lado de Noruega, Marrocos e Escócia. Com duas vitórias e uma derrota, a seleção do técnico Zagallo passou na primeira posição e mais adiante no Mundial acabou sendo vice-campeã com um elenco que tinha Ronaldo, Rivaldo, Taffarel, Bebeto, Dunga, Cafu e Roberto Carlos, entre outros.

Na edição seguinte, em 2002, o Brasil caiu no Grupo C juntamente com Turquia, Costa Rica e China. O time de Felipão teve um aproveitamento de 100% dos pontos, avançou na liderança da chave do torneio realizado no Japão e Coreia do Sul e no final chegou ao penta com uma equipe formada por Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho, Cafu, Roberto Carlos e Marcos, entre outros.

Já na Copa de 2006, o Brasil de Carlos Alberto Parreira também venceu suas três partidas no Grupo F, que tinha ainda Austrália, Croácia e Japão. Só que nas quartas de final o time de estrelas como Kaká, Adriano, Ronaldo, Ronaldinho, Cafu e Roberto Carlos foi eliminado pela França e deu adeus precocemente ao torneio disputado na Alemanha.

Quatro anos depois, na África do Sul, em 2010, o Brasil esteve no Grupo G ao lado de Portugal, Costa do Marfim e Coreia do Norte. Apesar do empate sem gols com os portugueses na última rodada, a seleção do técnico Dunga avançou na liderança e só caiu diante da Holanda, nas quartas de final. A equipe contava com jogadores como Kaká, Luis Fabiano, Daniel Alves, Lúcio e Felipe Melo, entre outros.

Em 2014, na Copa realizada em casa, o Brasil foi colocado no Grupo A, com México, Croácia e Camarões. Terminou a fase com sete pontos, mas à frente dos mexicanos pelo saldo de gols maior. Na semifinal, perdeu por 7 a 1 para a Alemanha, no maior vexame de sua história. O time do técnico Felipão, que tinha Neymar, Fred, Thiago Silva e David Luiz, terminou na quarta posição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.