Sergio Castro
Sergio Castro

Relembre cinco protestos da torcida do São Paulo

Torcida já fez quebra-quebra na saída do Morumbi, imitou Michel Bastos, e fez manifesto na porta do CT

O Estado de S.Paulo

26 Agosto 2016 | 11h58

A torcida do São Paulo já perdeu a paciência com os fracos desempenhos da equipe nos últimos tempos. O vexame da vez foi a derrota para o Juventude, que integra a Série C do Campeonato Brasileiro, por 2 a 1 na última quarta-feira (24), em pleno Morumbi. O pífio resultado fez com que as principais organizadas do tricolor prometessem um protesto para a manhã do próximo sábado (27), na porta do CT da Barra Funda.

Confira mais ocasiões em que a torcida são-paulina protestou contra o futebol do time:

1. PROTESTO CONTRA MICHEL BASTOS E DIRETORIA NO PACAEMBU

O mais emblemático protesto da torcida do São Paulo nos últimos tempos foi o protesto contra a diretoria na entrada do Pacaembu, que contou com uma paródia do meia Michel Bastos. Deixando a violência de lado, a torcida Independente faz passeata no caminho até o estádio, com um 'sósia' do camisa 7 são-paulino comandando o movimento, segurando uma garrafa de cerveja e fazendo o gesto de 'silêncio', vestindo uma camisa escrito "Migué Bastos". Os motivos foram a derrota para o The Strongest-BOL por 1 a 0 em casa, pela Copa Libertadores, que veio logo após o revés no clássico contra o Corinthians, uma foto do meia que circulou nas redes sociais na época, com uma cerveja na mão, e o gesto que Michel fez para a torcida em uma partida do Campeonato Brasileiro de 2015, fazendo com que ele se tornasse o principal alvo da ira dos são-paulinos.

2. QUEBRA-QUEBRA NO MORUMBI APÓS DERROTA CONTRA ATLÉTICO NACIONAL

A chegada do São Paulo à semifinal da Copa Libertadores foi cercada de expectativa pelos torcedores. A contratação em definitivo do zagueiro e capitão Maicon e o fato do jogo de ida ser no Morumbi após 49 dias de pausa na competição geravam otimismo por parte dos jogadores e fãs. No entanto, Maicon foi expulso e a equipe perdeu por 2 a 0. Insatisfeitas, as organizadas entraram em confronto com a polícia na saída do estádio, gerando momentos de tensão que acarretaram no posterior rompimento de relações da diretoria com todas as torcidas.

3. PROTESTO NA FRENTE DO CT APÓS 6 A 1 CONTRA O CORINTHIANS

O maior vexame da história recente do São Paulo sem dúvida foi a derrota para o arquirrival Corinthians por 6 a 1. Na ocasião, a equipe alvinegra já havia se sagrado campeã e foi com um time misto para o clássico, no estádio Itaquerão, o que indicava que o São Paulo poderia conseguir a vitória. No entanto, a maior derrota do São Paulo na história do clássico Majestoso fez com que cerca de 200 torcedores fossem à porta do CT protestar contra o resultado e pedindo a saída de Ataíde Gil Guerreiro, até então vice-presidente de futebol. O ônibus da delegação chegou a ser atingido por uma pedra durante o trajeto.

4. 'VOLTA, JUVENAL' APÓS DERROTA CONTRA O CEARÁ EM CASA

Outro vexame do São Paulo na Copa do Brasil aconteceu no ano passado. Na ocasião, o tricolor paulista também era favorito na partida contra o Ceará, que na época estava na Série B do Brasileirão. O favoritismo era tamanho, tanto que a equipe nordestina veio para o Morumbi preocupada com a situação na tabela da segundona, onde era lanterna, e entrou em campo com um time reserva. No entanto, o desempenho são-paulino foi tão fraco na ocasião que a equipe perdeu por 2 a 1 e aumentou a crise. Na saída do estádio, alguns torcedores chegaram a pedir, de forma irônica, pelo retorno do ex-presidente Juvenal Juvêncio, que viria a falecer meses depois. "Volta Juvenal, que a gente paga o uísque", gritaram. No jogo de volta, o São Paulo evitou um vexame ainda maior e venceu por 3 a 0 no Ceará.

5. DERROTA PARA SÃO BENTO E PROTESTO DA TORCIDA EM SOROCABA

O tricolor paulista caiu parao Audax nas quartas de final do Campeonato Paulista deste ano com goleada, por 4 a 1. No entanto, antes mesmo desta partida o clima para a disputa do campeonato estadual não era dos melhores. Na última rodada da primeira fase da competição, o São Paulo foi para Sorocaba enfrentar o São Bento e perdeu por 1 a 0. Mesmo mantendo a classificação após a derrota, a torcida não perdoou e protestou contra o elenco na saída do ônibus do estádio.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Juventude Morumbi MICHEL BASTOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.