Lucas Uebel/ Grêmio FBPA
Lucas Uebel/ Grêmio FBPA

Remendado, Grêmio visita o Fortaleza em busca da vice-liderança do Brasileirão

Com um jogo a menos que o líder São Paulo, equipe de Renato Gaúcho mantém viva a esperança de título do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

09 de janeiro de 2021 | 14h19

Há três meses, o Grêmio flertava com a zona de rebaixamento e não emplacava no Brasileirão. Renato Gaúcho, incomodado com as cobranças, profetizou que sua equipe ia "decolar" na competição. Neste sábado, às 21 horas, os gaúchos visitam o Fortaleza com a chance de assumirem a vice-liderança. Com desfalques importantes, um triunfo coloca o time momentaneamente atrás apenas do São Paulo.

São 13 partidas sem derrotas do Grêmio no Brasileirão. A equipe cumpriu as palavras de Renato Gaúcho e realmente decolou. Com 48 pontos, está em quinto, colado em Flamengo e Atlético-MG, ambos com 49, e no rival Internacional, com 50. Como joga antes de todos na rodada, ganhar significa ascender para a segunda posição.

A missão no Castelão, entretanto, não será nada fácil. O Grêmio terá de se superar sem seis titulares. São quatro poupados por causa do desgaste físico e outros dois machucados.

O técnico Renato Gaúcho deixou o artilheiro Diego Souza, o goleiro Vanderlei, o zagueiro Kannemann e o meia Jean Pyerre em Porto Alegre por causa do desgaste físico. Maicon e Pedro Geromel estão machucados.

Paulo Victor, David Braz, Pinares e Churín devem ser os substitutos. Na lateral direita, Victor Ferraz se recuperou das dores musculares e retorna. Vanderson volta à reserva.

Fora da Libertadores e com a final da Copa do Brasil marcada apenas para fevereiro, Renato Gaúcho garante que o Grêmio está "focado" no Brasileirão e tentará ir além da busca por vaga no G-4. A série invicta deixou os gaúchos esperançosos em brigar pela taça. São oito pontos do líder, com um jogo a menos e o confronto direto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.