Renato Augusto é operado e desfalca o Flamengo por 2 meses

Meia-atacante sofreu fratura no rosto; três placas de titânio e 11 parafusos foram colocados

21 de janeiro de 2008 | 18h24

No dia seguinte à vitória por 2 a 0 sobre o Boavista, domingo, na estréia do Campeonato Carioca, os jogadores do Flamengo treinaram nesta segunda-feira na Gávea. Mas ninguém estava muito preocupado com os preparativos para o jogo de quinta-feira contra o Cardoso Moreira. Todos queriam saber notícias de Renato Augusto, que fraturou o rosto em colisão de cabeça com o zagueiro Helton durante a partida e era submetido a uma cirurgia naquele momento. Para tranqüilidade geral a operação foi bem sucedida e durou três horas, sendo realizada no Hospital Pasteur, no Méier, pelo médico Augusto César Lima. Foram colocadas, através da boca de Renato, três placas de titânio com 1,5 milímetros de espessura e 11 parafusos, para sustentação do malar. "Desfizemos o afundamento na face e tudo correu dentro do previsto", disse César Lima. "Ele ficará com um hematoma, mas volta a jogar dentro de seis a sete semanas". Renato precisará ficar em repouso absoluto durante oito dias. O médico do Flamengo José Luiz Runco acredita que o meia poderá retornar às atividades físicas, sem contato com bola, em três semanas.Nesse meio tempo, o técnico Joel Santana estuda quem substituirá o jovem. O mais provável é que Obina entre para formar dupla ofensiva com Souza. Diego Tardelli, recém-chegado, também deverá ganhar boas oportunidades.Como só jogará na quinta-feira, Joel terá um dia a mais para trabalhar a equipe e tomar suas decisões. Além disso, jogadores que não estavam liberados para atuar contra o Boavista, como Bruno e Jônatas, estão com a documentação em dia e devem ser registrados no BID.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoRenato AugustoEstadual do Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.