Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Renato Augusto pede para ser cortado de amistosos da seleção brasileira

Volante alegou motivos particulares para fazer o pedido ao coordenador Edu Gaspar

O Estado de S.Paulo

31 Agosto 2018 | 19h10

O técnico Tite sofreu mais uma baixa na seleção brasileira, nesta sexta-feira. O treinador não poderá contar com o volante Renato Augusto para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador nos dias 7 e 11 de setembro, ambos em solo norte-americano. Serão os primeiros jogos da equipe desde a campanha frustrada na Copa do Mundo da Rússia.

De acordo com a CBF, o jogador pediu para ficar de fora destas partidas. Renato Augusto alegou motivos particulares para fazer o pedido ao entrar em contato com Edu Gaspar, coordenador de seleções da entidade, e com o próprio Tite. O treinador não vai chamar nenhum jogador para substituir Renato Augusto.

Trata-se da segunda baixa de Tite para estas partidas. No início da semana, o treinador precisou anunciar o corte do atacante Pedro, que se lesionou em partida do Fluminense, no fim de semana, em rodada do Brasileirão. Pedro sofreu um estiramento nos ligamentos do joelho direito e deve ficar ao menos um mês afastado. Richarlison, do Everton, fora chamado para o lugar do atacante.

A condição física de Renato Augusto não parece ter sido o problema para sua participação nos amistosos. Na quinta-feira, ele entrou em campo com a camisa do Beijing Guoan na vitória sobre o Chongqing Lifan por 2 a 1 e até marcou um dos gols da equipe.

Renato Augusto esteve com a delegação brasileira na Copa do Mundo, mas ganhou poucas oportunidades em campo. Ele passou a maior parte do tempo em solo russo se recuperando de dores no joelho esquerdo. Numa das poucas partidas em que esteve em campo, o volante marcou o gol brasileiro na derrota por 2 a 1 para a Bélgica, quando a seleção foi eliminada, na fase de quartas de final.

Os jogadores convocados por Tite para estes dois próximos amistosos começam a se apresentar ao treinador neste domingo, em New Jersey, nos Estados Unidos, onde a seleção fará a sua preparação para os primeiros duelos do Brasil após a disputa da Copa do Mundo da Rússia, onde a equipe nacional foi eliminada pela Bélgica nas quartas de final.

A seleção brasileira enfrentará no dia 7 de setembro, uma sexta-feira, a equipe dos EUA, às 21h05 (de Brasília), em New Jersey. Quatro dias depois, os adversários do time de Tite serão os salvadorenhos, às 21h30 (também de Brasília), em Washington.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.