Renato Augusto prevê jogo ao 'estilo Libertadores' contra o Uruguai

Meia espera confronto bastante disputado diante do rival

Ciro Campos, enviado especial a Montevidéu, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2017 | 21h18

A seleção brasileira já traçou um diagnóstico de como deve ser o estilo da partida com o Uruguai, nesta quinta-feira, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Na opinião do meia Renato Augusto, o confronto entre o líder da competição e o segundo colocado terá um ambiente e características típicas dos jogos disputados entre clubes pela Copa Libertadores.

O Brasil tem 27 pontos e vem de seis vitórias seguidas para enfrentar o Uruguai, segundo colocado, e dono de 100% de aproveitamento como mandante nas Eliminatórias. "O que espero é um jogo estilo de Libertadores. Será uma partida diferente de todos o que a gente já teve, especial, para a gente continuar crescendo. O gramado, inclusive, estava ao estilo Libertadores, e não como das arenas novas", afirmou o jogador nesta quarta-feira.

A equipe realizou no Estádio Centenário o treino de reconhecimento do gramado. A seleção uruguaia vendeu até o fim da noite desta quarta-feira 50 mil ingressos para o jogo com o Brasil e espera lotar os cerca de 60 mil lugares. Pelas Eliminatórias, o Uruguai disputou seis partidas e ganhou todas no estádio. Em cinco delas, abriu o placar ainda no primeiro tempo.

Renato Augusto afirmou que as características diferentes da partidas devem impactar o Brasil até mesmo a alterar a forma como atuou nos jogos anteriores. "O Uruguai é de sair mais no contra-ataque, com bola longa para o Cavani. Vamos ter que propor o jogo, é claro. Mas em alguns momentos o time deles vai estar melhor na partida, e vamos ter que ter a humildade de recuar", disse.

A formação titular do Brasil vai ter: Allison; Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Marcelo; Casemiro; Philippe Coutinho, Paulinho, Renato Augusto e Neymar; Firmino. A partida começa às 20 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.