Renato Cajá é punido na China por ignorar técnico

Jogador brasileiro foi multado e suspenso por três partidas pelo Guangzhou Evergrande

AE-AP, Agência Estado

19 de abril de 2011 | 09h04

Recém-contratado, o meia Renato Cajá, ex-Botafogo, se envolveu em polêmica no futebol chinês e foi punido pela diretoria da sua equipe. O jogador brasileiro foi multado e suspenso por três partidas pelo Guangzhou Evergrande por ter ofendido o treinador e os torcedores do clube.

De acordo com o clube chinês, Renato Cajá foi punido por ter se recusado a cumprimentar o treinador e não ter saudado os torcedores após ser substituído durante o empate por 2 a 2 com o Beijing Guoan, domingo, em partida válida pelo Campeonato Chinês.

Além da suspensão, Renato Cajá terá US$ 20 mil (cerca de R$ 31,6 mil) descontados do seu salário e será multado em US$ 46 mil (R$ 72,8 mil). O meia brasileiro foi contratado pelo Guangzhou Evergrande junto ao Botafogo em março por US$ 2,25 milhões (R$ 3,56 milhões) e assinou um contrato por quatro anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.