Renato Chaves machuca o tornozelo em novo CT do Flu e só deve voltar em 2017

Defensor sofre uma fratura no tornozelo direito durante o treino

Estadão Conteúdo

21 Outubro 2016 | 17h23

O Fluminense considera o centro de treinamento construído na Barra da Tijuca como uma de suas grandes conquistas de 2016. Mas, nesta sexta-feira, o CT já deu prejuízo ao clube tricolor. O elenco treinou lá pela manhã e voltou às Laranjeiras com uma baixa para o restante da temporada: o zagueiro Renato Chaves.

O defensor sofreu uma fratura no tornozelo direito durante o treino e, inicialmente, era dúvida para o jogo contra o Coritiba. À tarde, porém, o Fluminense detectou que a lesão era mais grave que o imaginado e Renato Chaves já foi inclusive levado à mesa de cirurgia. Ele não joga mais na temporada e só volta em 2017.

"O Fluminense é um dos times que menos têm lesões. Coincidentemente, em uma semana, foram três. Não tem relação com a preparação, é fatalidade mesmo. Estou muito satisfeito com o nosso departamento médico. O desempenho é bom, dada a dificuldade de logística, numa temporada em que o time viajou muito mais do que acontece normalmente", avaliou o técnico Levir Culpi, antes do diagnóstico.

Só esta semana, o Flu já perdeu três atletas por lesão. Diego Cavalieri, que ganhava ritmo de jogo para voltar ao time, voltou a sofrer um estiramento na coxa esquerda. William Matheus, lateral-esquerdo, está com dores no músculo posterior da coxa direita. Já o volante Pierre fez um trabalho à parte no CT, pela manhã, e é dúvida para domingo.

Levir Culpi garante não se importar com os problemas. "Não tenho preocupação alguma com os machucados. Acho até que vai melhorar o time (risos). Cheguei a brincar com eles que estava precisando machucar alguém para mudar a escalação. Temos elenco, não tem problema algum."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.