Renato culpa cansaço e erros por tropeço do Grêmio

O técnico Renato Gaúcho apontou as chances de gol desperdiçadas e a falta de um condicionamento físico ideal no início da temporada como fatores decisivos para o empate do Grêmio por 2 a 2 com o Lajeadense no Estádio Olímpico. A partida deste sábado abriu o Campeonato Gaúcho, que tem o Grêmio como atual campeão.

AE, Agência Estado

15 de janeiro de 2011 | 22h25

A equipe abriu 2 a 0 no primeiro tempo, com gols do zagueiro Rafael Marques e do atacante Jonas, mas cedeu o empate na etapa final. "Nós tivemos oportunidades pra matar o jogo, mas não matamos. Não estava nos nossos planos e uma hora o cansaço chega. Mesmo que a cabeça queira, as pernas não ajudam mais", afirmou Renato.

O treinador evitou culpar os desfalques do goleiro Victor, do lateral-esquerdo Lúcio e do atacante André Lima pelo tropeço gremista. "Eu não vou ficar lamentando quem não puder jogar, mesmo que sejam importantes, mas você está sujeito a perder um jogador na pré-temporada e nós perdemos três até então", disse.

Renato também prometeu que o Grêmio vai reencontrar o futebol que garantiu a classificação da equipe para a Libertadores. A equipe volta a jogar no Campeonato Gaúcho em 19 de janeiro, em Erechim, contra o Ypiranga. "O campeonato começa, a cobrança começa, mas com o tempo o Grêmio vai voltar a ser o Grêmio", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.