Renato desiste do esquema com 3 atacantes no Fluminense

'O futebol não permite atuar com três atacantes com características parecidas', admite o técnico

Agência Estado

26 de fevereiro de 2008 | 22h38

O técnico Renato Gaúcho já decidiu que vai abrir mão do seu trio de ataque, formado por Dodô, Washington e Leandro Amaral, na estréia do Fluminense na Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. O jogo será no próximo sábado, contra a Cabofriense, no Maracanã.  Ele, no entanto, não quer ver nenhum atacante desanimado com a ida para o banco de reservas. "Ninguém discute as qualidades do Dodô, Washington e Leandro, mas o futebol não permite atuar com três atacantes com características parecidas. Por mim, jogaria com quatro na frente, desde que eles saibam jogar pelo lado do campo", justificou o treinador. O escolhido para ficar no banco de reservas é Dodô. "Ele faz parte do grupo. Hoje, pode não jogar, mas tem que estar pronto para qualquer momento da temporada", avisou Renato Gaúcho. Nesta terça-feira, o time reserva do Fluminense venceu jogo-treino com o São Cristóvão, equipe da segunda divisão do Rio de Janeiro, por 2 a 1, com gols de Dodô e Cícero. "Este tipo de treinamento sempre me agrada, até porque a última vez que a equipe jogou foi em Quito (semana passada, contra a LDU, pela Libertadores)", afirmou Renato Gaúcho.

Tudo o que sabemos sobre:
Fluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.