Lucas Uebel/Divulgação
Lucas Uebel/Divulgação

Renato diz que Grêmio tem 'pontuação de Barcelona'

Time gaúcho soma 18 pontos nos últimos sete jogos disputados

AE, Agência Estado

08 de setembro de 2013 | 12h41

PORTO ALEGRE - O técnico Renato Gaúcho exaltou a arrancada do Grêmio no Campeonato Brasileiro após a vitória por 3 a 2 sobre a Portuguesa, na noite de sábado, pela 19.ª rodada, em casa. O triunfo foi o sexto do time nas sete últimas partidas da equipe na competição, o que o levou a comparar a campanha com a do Barcelona no futebol espanhol.

"O Grêmio disputou 21 pontos e ganhou 18. É pontuação de Barcelona. Não estou comparando meu time ao Barcelona, mas a pontuação. Meu grupo é incontestável. Encontramos o elenco com problemas, mas resolvemos, e, hoje, na pior das hipóteses, o Grêmio segue no G-4. É mérito nosso", disse, depois do triunfo que levou a sua equipe aos 34 pontos, na vice-liderança do Campeonato Brasileiro.

Renato garantiu que não estava comparando o estilo de jogo do Grêmio ao do Barcelona e valorizou a luta do seu time. "O Grêmio não tem a qualidade de um Barcelona, mas tem a entrega. Quero ter altos e baixos e conseguir os três pontos sempre, os resultados compensam. Lá na frente, ninguém vai falar se jogou bem ou mal. Vão falar se ficou no G-4", afirmou.

O treinador gremista avisou que o zagueiro Werley, contundido, vai desfalcar o Grêmio no jogo contra o Náutico, na próxima quarta-feira, na Arena Pernambuco, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro. "O Werley está fora da viagem. O tornozelo está inchado e no avião incha ainda mais. Eu gostaria de contar com ele, mas não adianta, só vai piorar a lesão", comentou.

Werley deverá ser substituído pelo zagueiro Gabriel, assim como aconteceu contra a Portuguesa, pois Renato não pensa em mudar o esquema tático do Grêmio. "Tenho segurança no meu esquema. Não posso dizer que nunca vou mudar, mas hoje eu não pretendo fazer isso", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.