Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Renato fecha treino e faz mistério no Grêmio na véspera da decisão

Escalação de Cícero é duvidosa. jael pode ganhar vaga entre os titulares

Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2018 | 20h02

O Grêmio encerrou nesta terça-feira a preparação para o confronto decisivo diante do Independiente, na quarta, na Arena, pela volta da Recopa Sul-Americana. Em busca de uma vitória simples, que garantirá ao clube mais um troféu continental, o técnico Renato Gaúcho fez mistério e fechou a atividade à imprensa.

+ Renato Gaúcho descarta rebaixamento do Grêmio: 'Mais fácil o mar secar'

Os jornalistas só foram liberados nos minutos finais do treino no palco do duelo, para a atividade recreativa. Então, uma surpresa. Cícero não estava em campo, o que levantou dúvida sobre sua presença na quarta-feira. Se não atuar, Jael deverá ganhar uma chances entre os titulares.

Outra incerteza na escalação está no meio de campo, na posição ocupada por Ramiro, desfalque por suspensão. No jogo de ida, Renato optou por Lima, mas o jovem de 21 anos pouco fez. Por isso, a tendência é que, desta vez, ele escolha entre Alisson e Maicosuel.

"Tenho minhas ideias, sou pago para isso e procuro fazer o melhor, independente de quem vai jogar. Tem gente que acha que poderia ter uma formação diferente, mas ninguém conhece meu grupo melhor do que eu. Eles estão prontos, e o jogador que entra em campo precisa aproveitar a oportunidade", despistou após o treinamento.

Independentemente de quem atuar, Renato aposta no apoio da torcida para embalar o Grêmio. Afinal, os 45 mil ingressos colocados à venda foram esgotados. "Sabemos que não estamos 100%, mas somos o Grêmio. É confiar em cada um no grupo, na torcida que vai lotar o estádio."

O retrospecto recente, no entanto, não é favorável. O Grêmio faz péssimo início de ano, ocupa a lanterna do Campeonato Gaúcho e sofre para adquirir a melhor forma física. Em meio às dificuldades, o técnico tricolor tentou motivar seu elenco a "fazer história".

"A Recopa são só dois jogos. Tivemos um jogo difícil na Argentina, mas conseguimos um bom resultado. A gente vai em busca do título, queremos fazer história. É um grupo vencedor, que conseguiu dois títulos importantíssimos para o clube (Libertadores e Copa do Brasil) e que não pode tirar a palavra 'ganhar' da cabeça."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioRenato GaúchoRecopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.