Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Renato Gaúcho admite superioridade do Palmeiras na Arena Grêmio

Treinador diz que Grêmio jogou bem e que lição aprendida com a derrota é a de ter mais tranquilidade nas horas decisivas

Estadão Conteúdo

07 Junho 2018 | 07h34

O técnico Renato Gaúcho admitiu na noite desta quarta-feira que o Palmeiras foi superior na vitória sobre o Grêmio por 2 a 0, em Porto Alegre. Além de reconhecer a melhor atuação do rival, o treinador afirmou que os adversários têm buscado suas melhores performances contra o Grêmio, como se fosse "uma final de Copa do Mundo".

+ Conmebol divulga calendário e Grêmio abrirá oitavas da Libertadores

+ Willian exalta 'inteligência e maturidade' do Palmeiras em vitória sobre o Grêmio

"O Palmeiras hoje foi melhor que a gente. A gente tem de reconhecer isso", disse Renato Gaúcho. "Foi um grande jogo, com duas equipes buscando o gol. O Palmeiras foi mais feliz, criou e teve a competência de fazer o gol. Criamos e não conseguimos fazer o gol. É normal no Brasileirão, ganha e perde."

O técnico do time gaúcho exaltou o rival ao citar a boa campanha na Copa Libertadores. "Enfrentamos uma grande equipe, as duas melhores campanhas da Libertadores. Não vamos ganhar todas. Sempre é difícil. Nosso objetivo é buscar o maior número de pontos. No momento que vem uma cobrança, o Brasileirão não é apenas jogo em casa", ponderou.

Renato Gaúcho chegou a brincar com o bom desempenho do Palmeiras na Arena Grêmio. "Já notaram que as equipes que enfrentam o Grêmio sempre fazem a melhor partida?", questionou. "Contra o Grêmio, todos dão a vida. Todos querem ganhar do Grêmio. Parece que é uma final de Copa do Mundo. Temos que estar preparados."

Para o treinador, o tropeço em casa não deve preocupar a torcida. "A lição que tiro é que minha equipe esteve bem, o Grêmio não vai vencer todos os jogos. Criamos e não fizemos. A lição é que temos que ter mais tranquilidade. No último passe, estamos tomando a decisão errada. É caprichar um pouco mais. Gostei da equipe", avaliou.

A derrota impediu o atual campeão da Copa Libertadores de se aproximar dos líderes da tabela do Brasileirão. Estacionado nos 16 pontos, a equipe gaúcha ocupa o sexto posto, mas pode perder posições no decorrer da rodada, nesta quinta-feira.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.