Renato Gaúcho assume para tentar livrar Vasco da 'degola'

Treinador estava desempregado desde que deixou o Fluminense; neste ano, ele foi vice da Copa Libertadores

Hilton Mattos, Agencia Estado

18 de setembro de 2008 | 20h49

A diretoria do Vasco foi rápida para definir o novo treinador. Cerca de 18 horas depois de Tita pedir demissão - ainda no vestiário do Palestra Itália, em São Paulo, após a derrota para o Palmeiras, pela Copa Sul-Americana -, o nome de Renato Gaúcho foi anunciado pelo presidente do clube, Roberto Dinamite, no início da noite desta quinta, em São Januário.Veja também:Vasco tenta impugnar jogo com Palmeiras pela Sul-Americana Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoAprovado pelos principais jogadores do atual elenco vascaíno, como Edmundo e Leandro Amaral, Renato Gaúcho está de volta ao Vasco, onde trabalhou entre 2005 e 2007, período em que chegou ao vice-campeonato da Copa do Brasil de 2006 (perdeu o título para o Flamengo). Atualmente, ele estava desempregado, desde que deixou o Fluminense no começo de agosto.Renato Gaúcho assume o cargo nesta sexta-feira, com uma missão bem complicada pela frente: o Vasco corre sério risco de rebaixamento no Brasileirão, ocupando atualmente a 17ª colocação, com 26 pontos. E a sua estréia será no domingo, no Palestra Itália, justamente contra o Palmeiras, vice-líder do campeonato, que foi responsável pela queda de Tita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.