Renato Gaúcho diz que Fluminense não pode se iludir com vantagem

Treinador vai ao ataque no segundo jogo contra o Vasco, domingo, no Maracanã

Agência Estado

28 de março de 2014 | 09h32

RIO - Vasco e Fluminense fizeram um jogo nervoso na primeira semifinal do Campeonato Carioca, na última quinta-feira, que terminou empatado por 1 a 1. Depois de sair na frente, o time tricolor viu o adversário chegar à igualdade, mas não tem motivos para lamentar, já que atuará na partida de volta, domingo, com a vantagem de poder se classificar para a decisão com outro empate. O técnico Renato Gaúcho, no entanto, não quer nem pensar em armar a equipe para aproveitar essa vantagem.

"O regulamento tem que ser usado na hora certa. Acima de tudo minha equipe teve atitude o tempo todo. Isso é muito importante, principalmente numa semifinal. Domingo não será diferente, todo mundo vai brigar por uma vaga na decisão. Será um jogo bem mais pegado. Vale muito. Além do clássico, a vaga na final", declarou.

Na última quinta, em diversos momentos o jogo ficou exageradamente nervoso, com discussões entre atletas e entradas mais duras de ambos os lados. Já nos acréscimos da etapa final, o volante Jean, do Fluminense, acabou expulso. Para Renato, tudo normal, já que além da rivalidade natural de um clássico o confronto vale vaga na decisão do Estadual.

"Acho que cada um quer ver o seu lado. Jogo truncado é normal, ainda mais num clássico. Todo mundo quer essa vaga. Mesmo com essa forte marcação, as duas equipes tiveram situações de gol, cada uma marcou uma vez. Acabou 1 a 1, tínhamos 180 minutos com a vantagem, agora serão 90. O jogo de domingo vai ser tudo ou nada. Mais pegado do que hoje (quinta)", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.