Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Renato Gaúcho faz elogios, mas evita confirmar Everton nos próximos jogos

Treinador também faz ressalvas quanto aos erros cometidos diante de Flamengo e Barcelona-EQU

Estadão Conteúdo

06 Novembro 2017 | 08h46

O técnico Renato Gaúcho reconheceu a grande atuação exibida pelo atacante Everton no domingo, na vitória de virada do Grêmio sobre o Flamengo, em Porto Alegre. Mas evitou antecipar se o jogador ganhará novas chances entre os titulares nas próximas rodadas do Brasileirão.

+ Grêmio leva susto e perde do Barcelona-EQU, mas vai à final da Libertadores

+ Grêmio anuncia renovação de contrato com Luan até dezembro de 2020

Everton entrou em campo aos 23 minutos do segundo tempo, no lugar de Fernandinho. E, quatro minutos depois, decretava a virada gremista, com dois gols. O surpreendente rendimento do atacante fez a torcida pedir a permanência dele na equipe, deixando Fernandinho no banco de reservas.

"As disputas pelas vagas não é só entre os dois jogadores. Tem mais disputando e ela é sadia. Todo mundo respeita o companheiro", desconversou o treinador. "O jogador tem que aproveitar as oportunidades. Não importa quanto tempo. Essa disputa existe em todas as posições e estou atento. Cabe aos jogadores mostrar."

Renato Gaúcho elogiou Everton, mas destacou também Fernandinho, que foi o titular contra o Flamengo. "Muitas vezes o Everton entrou e não foi tão bem. O Fernandinho entrou e foi bem. E vice-versa. Então, o mais importante de tudo foi a virada e a vitória. O torcedor pode ficar tranquilo porque sabemos bem o que estamos fazendo."

Em relação ao rendimento geral da equipe, o técnico disse que o Grêmio repetiu os erros cometidos contra o Barcelona, do Equador, no jogo da volta da semifinal da Copa Libertadores, na quarta-feira passada.

"Cometemos os mesmos erros que tivemos contra o Barcelona. As duas linhas ficaram muito longe dos atacantes e vice-versa. Então, procuramos tirar o time lá de trás e juntamos toda a equipe [no intervalo da partida]. Toda vez que um pegava a bola tinha um companheiro no lado para trabalhar a bola", disse o técnico, ao expor a solução para o problema da equipe no domingo.

Mais conteúdo sobre:
futebol Grêmio Renato Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.