Renato Gaúcho justifica afastamento e acusa Thiago Neves

'Quando eu cheguei ao Fluminense, muitas vezes ele nem sequer concentrava com a equipe', diz o técnico

04 de outubro de 2007 | 19h46

Dois jogos sem Thiago Neves: uma derrota para o Paraná, então 18.º colocado, em Curitiba, e um empate em casa contra o Corinthians, atual 18.º na tabela do Campeonato Brasileiro. Por conta disso, o técnico do Fluminense, Renato Gaúcho, precisou mais uma vez comentar sobre a polêmica envolvendo a renovação de contrato do meia-atacante, depois do jogo com os paulistas. Renato garante que não escala o atleta enquanto ele não renovar o contrato. "Quando eu cheguei ao Fluminense, muitas vezes ele nem sequer concentrava com a equipe", acusou Renato Gaúcho. "Hoje, todo mundo sabe quem é Thiago Neves", desabafou. Em sexto lugar, com 44 pontos, o Fluminense não tem ambições maiores neste Brasileiro, uma vez que já está classificado para a Libertadores do ano que vem. Mas a pressão pela escalação de Thiago, para o clássico contra o Flamengo, no domingo, começa a aumentar. O treinador mantém a posição de deixar o meia fora. "Quero escalar quem esteja comprometido com a Libertadores", justificou-se.

Tudo o que sabemos sobre:
Fluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.