Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Renato Gaúcho lamenta erros: 'Até mulher grávida faria gol no Grêmio'

Técnico admite surpresa com a histórica derrota, mas evita apontar culpados

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2019 | 05h30
Atualizado 24 de outubro de 2019 | 12h06

Após a dura goleada de 5 a 0 sofrida diante do Flamengo, o técnico Renato Gaúcho se apresentou cabisbaixo para a entrevista coletiva concedida no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, na noite desta quarta-feira. A derrota custou ao Grêmio a vaga na final da Copa Libertadores.

"Nessas horas temos que falar pouco, porque quando se ganha todo mundo presta, mas quando o resultado não vem, ninguém é bom. A consciência está tranquila, porque nos últimos três anos temos conquistado vários títulos. Foi um resultado surpreendente, mas aconteceu. Agora é levantar a cabeça", disse Renato Gaúcho.

O treinador lamentou a chance desperdiçada por Maicon quando a partida estava empatada sem gols, no primeiro tempo, e também o gol marcado por Bruno Henrique aos 42 minutos da mesma etapa, mas mostrou irritação mesmo com os erros do Grêmio nos gols rubro-negros.

"Se você for ver, tomamos cinco gols em falhas nossas. Hoje jogamos muito abaixo do que podemos. Com jogadores como os do Flamengo, não dá para cometer esses erros. Se bobear, até uma mulher grávida faria gol no Grêmio hoje", afirmou o treinador.

Como aconteceu em outros momentos delicados ao longo da temporada, Renato Gaúcho saiu em defesa do grupo de jogadores que tem em mãos e lembrou que o clube vinha brigando em três competições até um mês atrás. "Gostaria de lembrar que o Grêmio até um mês atrás estava disputando três competições (Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores). Aí pergunto para vocês: será que o Grêmio é ruim? O que falar dos outros times então? Continuo valorizando e muito o meu grupo", destacou Renato Gaúcho.

Questionado por um jornalista o motivo de não ter cumprimentado o português Jorge Jesus ao final da partida, o treinador se mostrou um pouco irritado. "Onde você estava antes do jogo? Antes do jogo eu falei com ele. Depois do jogo é melhor você ir para o vestiário e foi o que aconteceu hoje. Isso aconteceu em outros jogos. Mas isso não tira o excelente trabalho dele", finalizou.

O Grêmio agora volta suas atenções para o Brasileirão, onde está na sétima colocação, com 41 pontos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.