Renato Gaúcho não confirma trio ofensivo no Fluminense

Técnico ainda não sabe se muda ou não o esquema para enfrentar o Botafogo, pela semifinal da Taça Guanabara

12 de fevereiro de 2008 | 19h56

O trio ofensivo está em compasso de espera no Fluminense. Todos os indícios apontam que o técnico Renato Gaúcho não correrá o risco de mandar três atacantes a campo no primeiro jogo eliminatório do ano, contra o Botafogo, sábado, pelas semifinais da Taça Guanabara.Veja também: Botafoguenses rebatem declarações do meia Thiago NevesA pergunta que resta, portanto, é quem entre Leandro Amaral, Washington e Dodô amargará o banco. A julgar pela falta de produtividade do ex-botafoguense, será Dodô a esperar a chance de entrar no segundo tempo."Se tiver que sair, não tem problema. O importante é a vitória do grupo. O Renato vai escalar quem estiver melhor e quem não for escolhido terá que entender", discursou Washington, que está executando a contento a sua função de finalizador e dificilmente será o preterido.Perguntado quem seria sua escolha caso fosse o treinador tricolor, Washington foi espirituoso. "Não quero ser treinador. O Renato não quis ser técnico? Ele que resolva."Quando o assunto é favoritismo, então, todos nas Laranjeiras desconversam. "Não tem favorito. São duas equipes de muita qualidade. Quem errar menos, vai sair vencedor e chegar à final do primeiro turno", disse Thiago Neves, em alta depois da atuação de gala com três gols marcados no Fla-Flu.Renato Gaúcho também quer concentração máxima. "Em decisão, vários aspectos pesam. É preciso atenção nos 90 minutos, não se pode desperdiçar as oportunidades de gol, tem que saber valorizar a posse de bola e manter o equilíbrio emocional", ensinou o técnico.

Tudo o que sabemos sobre:
Estadual do RioFluminenseBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.