Renato Gaúcho: 'Pode acontecer qualquer coisa no Rio'

Apesar da derrota para o São Paulo, técnico do Fluminense acredita na classificação na Libertadores

Redação,

15 de maio de 2008 | 00h34

O técnico Renato Gaúcho não ficou desanimado com a derrota do Fluminense para o São Paulo por 1 a 0, pelas quartas-de-final da Copa Libertadores. O treinador acredita que conseguirá reverter o resultado no Rio de Janeiro, na próxima quarta-feira. Veja também: São Paulo derrota Fluminense pelas quartas da Libertadores "A batalha ainda não terminou. Foram apenas os primeiros 90 minutos", explica. "No Maracanã, iremos colocar 70 mil torcedores. Como poderia acontecer qualquer coisa no Morumbi, pode acontecer qualquer coisa no Rio." Para o jogo contra o São Paulo, Renato pode não contar com o atacante Dodô, que na segunda-feira será julgado na Corte Arbitral do Esporte (CAS) pelo caso de doping no Brasileirão de 2007. "Vamos aguardar e ver se poderemos contar com o jogador", diz o técnico. Sobre Thiago Neves, que deixou o campo irritado por ter sido substituído pelo argentino Conca, Renato Gaúcho disse que não dará nenhuma bronca no jogador. "Ele saiu bravo com ele mesmo. E na próxima quarta ele joga, pois é um atleta que desequilibra."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.