Renato Gaúcho prevê Fred no ápice, mas admite temer lesões do atacante

Treinador foi apresentado hoje como novo técnico do Fluminense

Agência Estado

08 de janeiro de 2014 | 15h21

RIO - Apresentado oficialmente nesta quarta-feira como novo técnico do Fluminense, Renato Gaúcho exibiu confiança de que Fred irá realizar uma temporada de sucesso pelo time carioca, assim como pela seleção brasileira neste ano em que o Brasil irá sediar a Copa do Mundo. O treinador, porém, não escondeu o seu temor com as lesões, frequentes na vida do atacante, principalmente com a camisa tricolor em sua carreira.

"Todo clube tem problemas de lesões, atletas estão sujeitos a isso. Vamos torcer para que diminuam bastante, vou ter uma conversa franca com o Fred. O mais importante é que ele quer jogar, sabe que o ano é importante para ele, Copa do Mundo. Qualidade sabemos que ele tem, vamos colocá-lo na melhor condição física e técnica", prometeu Renato, em entrevista coletiva, para depois ressaltar que um trabalho especial deverá ser feito para prevenir a ocorrência deste tipo de problema.

"Vamos prepará-lo para que não se lesione tanto, ele (Fred) sabe a importância dele para o grupo. Vou conversar com eles (jogadores), saber o que aconteceu no ano passado, e pode ter certeza de que vai ter meu apoio e da comissão. É importantíssimo, conto com ele, e vou torcer muito para que ele nos dê alegrias pela seleção", disse.

Já ao comentar sobre o fato de que o Fluminense tentará voltar a lutar por títulos após ter conseguido evitar seu rebaixamento no Brasileirão graças a uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que puniu a Portuguesa com a perda de quatro pontos por causa da escalação irregular do meia Héverton na rodada final da competição, o técnico fez questão de ressaltar que o clube "não virou a mesa". Para completar, enalteceu que o papel dos jornalistas será fundamental para que o time não seja vítima de consequências negativas ou injustas em 2014.

"Acho que o papel de vocês da imprensa vai ser fundamental nisso, porque se as pessoas de algum meio de comunicação começarem a meter pilha, as coisas podem tomar proporções maiores. O Fluminense não tem culpa de nada, vocês (jornalistas) sabem muito bem quem é o culpado. O Fluminense está na primeira divisão, não virou a mesa, todos sabem o que aconteceu. De minha parte, vou trabalhar meu grupo, dentro de campo, com apoio da torcida. As pessoas têm que pensar duas vezes, porque daqui a pouco as coisas tomam proporções maiores e quem vai ser o culpado?", questionou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseRenato GaúchoFred

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.