Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Renato Gaúcho reconhece má atuação, mas comemora Grêmio no G-4

'Não podemos dar esse mole', afirma treinador após vitória no sufoco em Porto Alegre

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2019 | 00h04

O técnico Renato Gaúcho não escondeu sua irritação com a falta de foco apresentada por alguns jogadores na vitória do Grêmio sobre o CSA, por 2 a 0, na Arena do Grêmio, pela 31ª rodada do Brasileirão.

"Não podemos dar esse mole. Infelizmente, não entramos com a cabeça focada como no Gre-Nal. Que isso sirva de lição. Não pode ter o foco que tivemos nos jogos anteriores e hoje achar que a gente ia ganhar a qualquer momento. Futebol é assim. Tem que respeitar o adversário", disse Renato Gaúcho.

Apesar da atuação ruim, o time conseguiu entrar pela primeira vez no G-4 do Brasileirão - graças também a derrota do São Paulo para o Fluminense, no Morumbi, - e isso foi valorizado por Renato Gaúcho. "Bem ou mal conseguimos nosso objetivo. Vencemos a quarta seguida, fizemos o dever de casa e entramos no G-4 pela primeira vez. Foi uma atuação muito abaixo e quase deixamos escapar uma grande oportunidade de entrar no G-4", comentou o treinador.

Questionado se iria permanecer para a próxima temporada, Renato Gaúcho deixou claro que ainda não abriu conversa com a diretoria para renovação do contrato, que se encerra em dezembro. O foco do treinador é colocar o Grêmio na fase de grupos da próxima edição da Copa Libertadores.

"Quanto à minha renovação, não tem pressa. O mais importante agora é o Grêmio se classificar para a Libertadores, de preferência no G-4. Ainda não estou preocupado com isso (renovação). Quando precisar, a gente senta e conversa", afirmou.

O Grêmio volta a campo no domingo, contra a Chapecoense, em Chapecó. O volante Maicon recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão automática.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.