Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Renato lamenta oportunidade perdida pelo Santos de ultrapassar o Atlético-MG

Alvinegro continua em quarto após empate com o Grêmio

Estadão Conteúdo

16 Outubro 2016 | 22h22

O Santos entrou em campo para enfrentar o Grêmio, neste domingo, na Vila Belmiro, sabendo que tinha a chance de assumir a terceira colocação do Campeonato Brasileiro - que dá vaga direta à fase de grupos da Copa Libertadores de 2017 - por causa da derrota do Atlético Mineiro para o Botafogo no Rio. No entanto, o time santista decepcionou a torcida e ficou no empate por 1 a 1.

Na saída do gramado, o volante Renato demonstrou insatisfação com o resultado. "Nós temos que fazer a nossa parte, não adianta pensar lá em cima. Tem que pensar jogo a jogo. Não adianta eles tropeçarem lá em cima e a gente não fazer a nossa parte. Temos que fazer o nosso e depois torcer", declarou o jogador em entrevista à rádio Globo.

Com o ponto conquistado neste domingo, o Santos chegou a 55, na quarta posição. O Atlético é o terceiro com 56. Na próxima rodada, os santistas enfrentarão a Chapecoense, em Chapecó (SC), e os mineiros receberão o Figueirense, em Belo Horizonte.

Em campo, o Grêmio poupou vários titulares por causa da Copa Brasil neste meio de semana. O fato de ter utilizado jogadores mais descansados foi uma vantagem para os gaúchos, segundo o lateral-direito Victor Ferraz.

"Não tem isso não. Os jogadores que entraram aí tinham muita perna, não jogavam há um tempo. Correram o jogo inteiro. Pressionamos bastante e a gente lamenta pela quantidade de gols perdidos na Vila, mas ainda tem muito campeonato pela frente. Vamos tentar vencer em Chapecó e tomar nosso rumo", declarou o jogador.

Mais conteúdo sobre:
Santos FC Campeonato Brasileiro Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.